Unidades da Casa da Mulher Brasileira terão acesso a R$ 16,5 milhões; saiba quais

Foto: Agência Brasil

Quatro unidades da Casa da Mulher Brasileira (CMB) contarão com cerca de R$ 16,5 milhões. Os valores, já garantidos, serão destinados aos municípios de São Paulo (SP), Fortaleza (CE), Curitiba (PR) e São Luís (MA). A iniciativa é do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

>>Contribuição MEI: saiba quanto você deve pagar a partir deste mês

“É uma vitória importante para as mulheres. Conseguimos fechar o ano passado com o recurso de manutenção das Casas garantido. Isso graças à recomposição do orçamento conquistada em 2020”, afirmou a titular da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), Cristiane Britto.

A finalidade do investimento possibilita a manutenção física das instalações, pequenos reparos e prestação de serviços essenciais de limpeza, transporte e segurança, de forma a oferecer um atendimento humanizado e integrado, com o objetivo de interromper ciclos de violência. Os valores são provenientes de emendas parlamentares.

>>Sisu: começa hoje prazo de adesão de instituições públicas de educação

De forma geral, a CMB é um espaço que une serviços de atendimento às mulheres em situação de violência. Entre eles, acolhimento e triagem, apoio psicossocial, delegacia especializada, Promotoria de Justiça especializada, Núcleo Especializado da Defensoria Pública, Juizado de Violência Doméstica, alojamento de passagem, brinquedoteca, central de transporte e ações de autonomia econômica.

>>PIS/PASEP: trabalhadores podem sacar abono salarial a partir de amanhã

Sobre a Casa da Mulher Brasileira

A Casa da Mulher Brasileira é uma inovação no atendimento humanizado das mulheres.  Integra no mesmo espaço diferentes serviços especializados que atendem aos mais diversos tipos de violência contra as mulheres: Acolhimento e Triagem; Apoio Psicossocial; Delegacia; Juizado Especializado em Violência Doméstica e Familiar contra as Mulheres; Ministério Público, Defensoria Pública; Serviço de Promoção de Autonomia Econômica; Espaço de cuidado das crianças – Brinquedoteca; Alojamento de Passagem e Central de Transportes.

PODE LHE INTERESSAR