Tudo sobre Cadastro Único: como se inscrever, consultar e quem tem direito

Tudo sobre Cadastro Único: como se inscrever, consultar e quem tem direito
Tudo sobre Cadastro Único: como se inscrever, consultar e quem tem direito © Charles Fábion / N1

Tudo sobre Cadastro Único: como se inscrever, consultar e quem tem direito.

Por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, diversos serviços interromperam o atendimento presencial. Entre eles, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), que faz a inscrição de famílias de baixa renda no Cadastro Único (CadÚnico).

Renda Brasil deve substituir Bolsa Família e incorporar Auxílio Emergencial (Cadastro Único)

Sendo assim, a inscrição passa a ser online, além de mais seguras e sem o risco de fraudes.

“Caso tivéssemos um cadastro único nacional, em momentos de calamidade pública como o que vivemos, agilizaria a localização do público exato dos auxílios, evitando-se fraudes”, explicou a senadora.

Segundo dados do governo, cerca de 46 milhões de brasileiros estão em situação de vulnerabilidade.

Conheça todos os novos calendários do auxílio para Cadastro Único e informais

Essa parcela da população não costuma apresentar conta em banco, acesso regular à internet ou situação regular junto à Receita Federal e Justiça Eleitoral, além de muitos apresentarem o CPF irregular.

O que é o Cadastro Único?

O Cadastro Único é uma base de dados que o governo usa para saber quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil. Por meio dos registros contida no Cadastro Único, é possível identificar quais são as necessidades dos mais pobres e vulneráveis, suas características e onde estão localizados.

Caixa esclarece informações sobre auxílio do Cadastro Único, Bolsa Família, FGTS e BEm

As pessoas que são inscritas no programa podem tentar participar dos projetos sociais no governo, como: Programa Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica, Isenção de Taxas em Concursos Públicos, ID Jovem, Carteira do Idoso, Programa Minha Casa, Minha Vida e Programa Bolsa Verde.

Quem pode se inscrever no Cadastro Único?

Prioritariamente, o Cadastro Único visa a incluir os cidadãos com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, ou renda mensal total de até três salários mínimos.

Famílias/pessoas com renda superior a meio salário mínimo também podem ser cadastradas, desde que sua inserção esteja vinculada à inclusão e/ou permanência em programas sociais implementados pelos municípios, estados ou governo federal.

Cadastro Único e Bolsa Família suspendem atualizações e novo prazo para recomeço é definido

Como se cadastrar?

Para se cadastrar é necessário uma pessoa da família que seja o Responsável Pela Unidade Familiar (RF), ou seja, o responsável pelas contas, que deve ter acima de 16 anos.

Depois de escolhido a RF, é necessário coletar os documentos de todos os familiares e apresentar a um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) mais próximo.

Projeto quer subir o Bolsa Família do Cadastro Único para mais de R$ 1 mil mensais

O que precisa para realizar o cadastramento?

É desejável que a pessoa apresente seus documentos pessoais (RG, CPF, Carteira de Trabalho, certidão de nascimento, comprovante de residência, entre outros).

Como saber se tenho inscrição no Cadastro Único?

Para saber se possui o Cadastro Único do Governo Federal; basta consultar um dos canais de atendimento da plataforma; utilizando os dados pessoais dos integrantes da família. Portanto, confira os canais disponíveis:

Progredir oferece benefícios para inscritos do Cadastro Único e Bolsa Família

  • Siteao acessar a página, basta preencher o formulário com o nome completo, data de nascimento, nome da mãe, além de município e estado da residência.
  • Aplicativodisponível para download grátis nas lojas Google Play e Apple Store. Feito a instalação, basta inserir os seguintes dados: nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado.
  • Telefone:o serviço funciona como um tira dúvidas sobre o Cadastro Único e outros programas sociais do governo. A ligação, que é gratuita de telefone fixo, deve ser feita pelo número 0800 707 2003.

PODE LHE INTERESSAR