Tóxicos: Conheça os signos mais tóxicos segundo zodíaco

Tóxicos: Conheça os signos mais tóxicos segundo zodíaco
Tóxicos: Conheça os signos mais tóxicos segundo zodíaco – Reprodução

Tóxicos: Conheça os signos mais tóxicos segundo zodíaco. A seguir, listamos os signos mais tóxicos para você aconselhar alguém querido ou até mesmo ficar mais atento e melhorar caso o seu esteja no ranking. Confira!

Capricórnio

Em primeiro lugar, um dos signos mais tóxicos, está os capricornianos. São pessimistas por natureza e costumam ser frios com as pessoas que convivem. Algumas vezes nem é por mal, mas acabam agindo de uma forma muito racional em situações que deveriam usar o sentimento.

Virgem

Costumam ser pessoas sistemáticas e cobram muito de si mesmos e dos outros. Amam estar no controle de tudo e por isso acabam passando um ar de superioridade, muitas vezes sem necessidade. Quando se sentem confiantes, criam liberdade de criticar tudo o que não não gostam.

Câncer

Os cancerianos são movidos pelo sentimento e exigem afeto de todos aqueles que vivem com eles. Por esse motivo, são pessoas possessivas e consequentemente tóxicas, quando o assunto envolve emoções e demonstrações. Além disso, eles costumam ser rancorosos e guardam mágoas facilmente.

Aquário

Pessoas do signo de Aquário muitas vezes agem de forma fria, até mesmo em momentos que deveriam ser sentimentais. Preferem valorizar mais a si próprios e acabam esquecendo do próximo. Quando pegam o famoso ranço, são capazes de fingirem que uma pessoa nunca existiu.

Gêmeos

Os gemianos são conhecidos pela sua bipolaridade, por isso acabam sendo taxados de ”duas caras”. Eles têm um jeito doce e amável, mas por outro lado não são nada fáceis de lidar. Isso porque são duros quando querem e não conseguem relevar muitas coisas.

Áries

Agem por impulso e são muito intensos para lidar com tudo. Com isso, estressam e magoam até mesmo aqueles que os amam, trazendo muitas consequências negativas para suas relações. Colocam o orgulho em primeiro lugar e levam os problemas para outro patamar.

João Bidu

PODE LHE INTERESSAR