Saque-Imediato FGTS: como consultar quando e quanto você pode receber

Saque-Imediato FGTS: como consultar quando e quanto você pode receber
Saque-Imediato FGTS: como consultar quando e quanto você pode receber – Guilherme Cavalcante

Quem trabalhou de carteira assinada nos últimos anos e ainda não foi retirar o valor do saque-imediato FGTS deve ficar atento. O calendário de pagamentos do benefício está prestes a se encerrar.

As quantias ficarão disponíveis até o dia 31 de março e podem ser retiradas em qualquer agência da Caixa Econômica Federal ou Casas Lotéricas.

Para quem ainda não sabe o número exato do pagamento, é possível fazer uma consulta digital. Confira.

Isso pode te interessar: Saque de R$ 998 do FGTS ainda não foi feito por 38% dos beneficiados.

Apesar do benefício estar sendo liberado desde setembro do ano passado, ainda há muitos trabalhadores em dúvidas quanto aos valores e direitos de seu recebimento.

Por se tratar de um novo auxílio, até então não ofertado, que passou por alterações durante o próprio calendário da prestação de contas, muitos brasileiros seguem receosos quanto a decisão de sacar ou não a parcela.

Como consultar os valores no saque imediato FGTS

No caso dos valores, é possível conferir a quantia exata por meio do site e aplicativo da Caixa Econômica Federal e também através do aplicativo do FGTS.

Basta acessar qualquer uma das plataformas e informar o número do NIS, CPF e data de nascimento. O procedimento é básico e gratuito.

Ao enviar os dados mencionados, o usuário entrará em sua área reservada e nela poderá saber quantas contas possui no FGTS; estejam elas ativas ou inativas; e qual o valor concedido por conta.

É válido ressaltar que o saque-imediato permite mais de uma retirada financeira, pois ele leva em consideração o número de contas do trabalhador.

Pagamentos por contas ativas e inativas

Cada conta pode ter um pagamento médio entre R$ 500 e R$ 998. No último caso, a quantia é destinada para aqueles que até junho de 2019 tinham um fundo de garantia entre R$ 501 e R$ 998; e que vão poder receber o valor total.

Quem soma, por conta, mais que R$998 tem direito aos quinhentos reais liberados inicialmente. Há ainda outra possibilidade de valor, já que a liberação da conta total foi feita depois de ter iniciado o calendário.

Isso significa que os trabalhadores que receberam os R$ 500, mas têm direito ao R$ 998, podem retornar ao banco para receber a diferença de R$ 498.

Portanto, o cálculo de pagamento é feito individualmente por cada conta registrada no FGTS do trabalhador e sua liberação não pode ser feita de forma conjunta.

Entretanto, é válido ressaltar que, o trabalhador que, por exemplo, só desejar efetuar o saque de uma de suas contas do FGTS, poderá ter valor das demais contas guardados em seu fundo.

Após o dia 31 de março, o pagamento ficará retido e só poderá ser liberado por meio de uma ação judicial que comprove a necessidade da quantia.

Com informações de FDR

PODE LHE INTERESSAR