Quem vai receber lucro bilionário do FGTS que será distribuído pelo governo

Quem vai receber lucro bilionário do FGTS que será distribuído pelo governo
Quem vai receber lucro bilionário do FGTS que será distribuído pelo governo

Quem vai receber lucro bilionário do FGTS que será distribuído pelo governo.

O Conselho Curador do FGTS se reúne nesta terça-feira para autorizar a distribuição de R$ 7,5 bilhões do lucro registrado pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço em 2019 entre os trabalhadores.

Possibilidades de saque de até R$ 1.045 do FGTS podem ser ampliadas – entenda

Quem recebe?

Serão beneficiados todos os cotistas com saldo na conta vinculada em 31 de dezembro de 2019.

Calendário de saques do FGTS indica quem tem direito de receber até R$ 1.045

A Caixa Econômica Federal tem até o fim deste mês para efetuar o crédito nas contas do FGTS, de forma proporcional ao saldo. Segundo integrantes do Conselho Curador, o governo fará a distribuição de modo a assegurar aos trabalhadores um ganho real (acima da inflação) e da poupança.

Tradicionalmente, as contas vinculadas ao FGTS são remuneradas a 3% ao ano, mais TR (Taxa Referencial), atualmente zerada.

Essa rentabilidade já supera outros tipos de aplicação, diante da queda na taxa de juros básica da economia (Selic). Com a Selic em 2% ao ano, a opção de 3% em 12 meses já é maior do que a da poupança e a dos títulos do Tesouro, por exemplo.

MP do FGTS: saques de até R$ 1.045 vão continuar? Veja calendário

No ano passado, o rendimento do FGTS chegou a superar 6%, com a distribuição de lucros. Mas, neste ano, será menor porque o resultado caiu de R$ 12,2 bilhões em 2018 para cerca de R$ 9 bilhões em 2019, segundo integrantes da equipe econômica. O balanço ainda não foi publicado.

O saque emergencial das contas ativas e/ou inativas neste segundo semestre, autorizado em meados do ano passado para estimular a economia, ajudou a reduzir as disponibilidades do FGTS. Além disso, todo o lucro auferido em 2018 foi distribuído.

Medida que extingue PIS-Pasep e libera FGTS é aprovada com mudanças

Desta vez, será apenas parte dele. Ficou a critério do Conselho Curador decidir o montante exato. Esses recursos só poderão ser retirados nas modalidades tradicionais de saque, como demissões, compra da casa própria e aposentadoria.

Fonte: EXTRA

PODE LHE INTERESSAR