Quem são os trabalhadores de Telemarketing que receberão R$ 84 milhões?

Quem são os trabalhadores de Telemarketing que receberão R$ 84 milhões?
Quem são os trabalhadores de Telemarketing que receberão R$ 84 milhões?

Quem são os trabalhadores de Telemarketing que receberão R$ 84 milhões?

Um acordo trabalhista do Programa de Desligamento Incentivado (PDI) da Vivo e da terceirizada Vikstar Services Techonology vai vai beneficiar mais de 8 mil trabalhadores que executam serviços de call center e televendas de produtos e serviços nos estados do Piauí, São Paulo e Paraná. O valor total é de R$ 84 milhões.

>>Novo programa de emprego para jovens terá bolsa de R$ 600, diz Guedes

A negociação foi mediada pelos Sindicatos dos Trabalhadores em Telecomunicações dos Estados do Piauí (Sinttel-PI), Paraná (Sinttel-PR) e São Paulo (Sintratel) através do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções de Disputas (Nupemec) do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (TRT).

O acordo previu o pagamento das verbas rescisórias e um incentivo na demissão coletiva.

“Os empregados que aderirem ao Programa de Desligamento Incentivado (PDI) receberão todas as verbas rescisórias legalmente previstas para a modalidade despedida sem justa causa, inclusive aviso-prévio indenizado, saldo de salário, férias vencidas e proporcionais, décimo terceiro salário, saque do FGTS, incluindo toda e qualquer parcela ainda não recolhida a este título, além da multa de 40% do FGTS”, informa o TRT.

>>INSS: quem recebe até R$ 550 hoje? Veja calendário da 1ª parcela do décimo (13º)

O desembargador e coordenador do Nupemec, Manoel Edilson Cardoso, afirmou que o acordo foi feito de maneira pacífica.

“O NUPEMEC do TRT22 se orgulha de ter feito a mediação para esta situação que beneficiou cerca de 8 a 9 mil trabalhadores, com abrangência no Piauí, São Paulo e Paraná. A solução foi encontrada de maneira pacífica, cooperativa e mutuamente acordada, envolvendo as partes patronais (tomadora e prestadora) dos serviços, e os trabalhadores representados por seus três sindicatos. O resultado dessa complexa situação mostrou que a medição é a melhor solução para resolução de conflitos”, afirmou.

>>5ª Feira Virtual de Estágios e Empregos oferece mais de 100 mil oportunidades

De janeiro a maio deste ano, a corte realizou nove audiências de mediação; destas, quatro resultaram em acordos avaliados em mais de R$ 88 milhões.

Fonte: Brasil Econômico- iG

PODE LHE INTERESSAR