Quais são os novos programas que o governo pretende lançar depois do Auxílio Emergencial?

Quais são os novos programas que o governo pretende lançar depois do Auxílio Emergencial?
Quais são os novos programas que o governo pretende lançar depois do Auxílio Emergencial? – Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

Quais são os novos programas que o governo pretende lançar depois do Auxílio Emergencial?

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que, após o pagamento de parcelas adicionais do Auxílio Emergencial, o governo federal vai lançar novos programas sociais com o objetivo de estimular a retomada de crescimento econômico.

Renda Brasil vai ser mais potente que o Bolsa Família e deve substituir outros programas

“Estaremos em dois ou três meses, assim que acabar o auxílio-emergencial, anunciando programas sociais importantes: o Renda Brasil, o Verde e Amarelo”, comentou.

Guedes ainda destacou que, também entre 60 a 90 dias, o Brasil estará destravando as fronteiras de investimentos.

Água de coentro: ritual matinal poderoso para perder peso e 100% natural – aprenda receita

“Temos três, quatro, cinco grandes frentes de investimentos para destravarmos juridicamente as fronteiras de investimento. É nesse sentido que, daqui dois ou três meses, vamos surpreender o mundo”, afirmou.

Segundo ele, a aprovação do saneamento foi apenas a primeira medida dentre muitas que virão no setor de infraestrutura, como cabotagem, setor elétrico e marco do gás natural.

“Quando tivermos realizado a volta segura ao trabalho, estaremos disparando nossas ondas de investimento, e isso exatamente pelo trabalho de aperfeiçoamento do marco institucional brasileiro pelo Congresso”, reforçou.

Valor de renda mensal por pessoa aumenta com pagamento do Auxílio Emergencial

PIB e dívida 

Ao longo de sua fala, Guedes admitiu que há um receio da equipe econômica de que a Dívida Pública ultrapasse os 100% do Produto Interno Bruto (PIB).

Na visão dele, qualquer previsão para a queda do PIB em 2020 ainda é um “chute”.

Renda básica permanente de R$ 600 para Cadastro Único e Bolsa Família é proposta no senado

“Inclusive a do FMI (Fundo Monetário Internacional). Eu não diria que o PIB vai cair 9% ou 10%, mas também não digo que vamos sair crescendo rápido. Mas temos a chance de fazer uma recuperação bem mais rápida do que estão prevendo”, disse.

Fonte: CNN Brasil

PODE LHE INTERESSAR