Projeto quer subir o Bolsa Família do Cadastro Único para mais de R$ 1 mil mensais

Projeto quer subir o Bolsa Família do Cadastro Único para mais de R$ 1 mil mensais
Projeto quer subir o Bolsa Família do Cadastro Único para mais de R$ 1 mil mensais

 

Projeto quer subir o Bolsa Família do Cadastro Único para mais de R$ 1 mil mensais.

Atualmente, mais de 14 milhões de famílias são atendidas pelo Programa Bolsa Família, que faz parte do Cadastro Único para Programas Sociais (Cadúnico). Para estas pessoas, o Bolsa Família tem um papel fundamental, pois é ele que ajuda a sustentar os lares.

Cadastro Único: auxílio paga de R$ 600 a R$ 1.200 para milhões de pessoas

Nos últimos meses, essas famílias têm recebido um dinheiro extra pelo Auxílio Emergencial. Porém esse pagamento não vai ficar fixo: o Auxílio Emergencial só dura até agosto. Mas e depois, como vão ficar essas pessoas em meio a crise econômica que assola o país?

Pensando nisso, uma nova Proposta de Ideia Legislativa foi apresentada ao congresso nacional e deve ser apreciada pelo senado se obter os votos online da população.

Renda básica permanente de R$ 600 para Cadastro Único e Bolsa Família é proposta no senado

A proposta prevê fixar o valor do Bolsa Família em um salário mínimo (atualmente R$ 1.045) para todas as famílias do programa.

Na opinião de Rosângela Silva, atualmente desempregada e beneficiária do programa, “com toda certeza esse dinheiro extra seria bem vindo, já que com a chegada da pandemia ficou ainda mais difícil conseguir um emprego. Além disso, todo mundo sabe que o valor que era pago antes do Auxílio Emergencial não era suficiente para uma família se manter”.

Proposta cria auxílio-conexão para oferecer internet gratuita para Cadastro Único e BPC

Mais sobre a proposta

Na prática, a nova proposta quer aumentar o valor pago a cada família, que passaria a receber o total de um salário mínimo, hoje em R$ 1.045. Além disso, a nova Ideia Legislativa solicita o aumento do número de famílias alcançadas que passaria de 14 milhões para 20 milhões.

A proposta foi apresentada por Jerffeson Brandão ao Senado, por meio da ferramenta Ideia Legislativa. Para ele, a perda da renda das famílias em decorrências da crise, agravará a situação de pobreza e precisa ter respostas concretas na área social. “O programa Bolsa Família, o Cadastro Único são alguns dos instrumentos disponíveis para uma pronta ação nesse momento”, explica.

Progredir oferece benefícios para inscritos do Cadastro Único e Bolsa Família

Portanto, para custear a concessão desse aumento, Jerffeson propôs aumentar a contribuição dos bancos, que são setor da economia que mais lucram no país atualmente.

O que a proposta precisa para ser aprovada e debatida no Senado?

Para seguir em frente no Senado, a proposição que aumenta o valor do Bolsa Família para R$ 1.045 precisa atingir 20 mil votos de apoio online.

Atualização no Cadastro Único e Bolsa Família já tem data para recomeçar

A votação é gratuita e qualquer pessoa pode votar gratuitamente no site e-Cidadania. Para votar e apoiar a Ideia Legislativa, basta clicar aqui

Veja mais