PIS/Pasep é antecipado para 8,6 milhões de servidores e funcionários privados

Caixa dinheiro
Foto: reprodução

Após a repercussão com o fim do auxílio emergencial, o governo decidiu antecipar o calendário de pagamentos restantes do abono salarial do PIS/Pasep 2020/2021 (ano-base 2019). De acordo com a resolução, repasses que estavam previstos para meados de março ocorrerão a partir da próxima quinta-feira. No total, a medida beneficia 8,6 milhões de trabalhadores, sendo 7,5 milhões pagos pela Caixa Econômica Federal e 1,1 milhão pago pelo Banco do Brasil. Ao todo, os valores antecipados para fevereiro chegam a R$ 7,33 bilhões.

>>Governo Federal trabalha para redução de impostos nos preços dos combustíveis

A medida faz parte do pacote de ações da equipe econômica para tentar reduzir os efeitos da pandemia sobre a renda dos trabalhadores.

Também está no radar da equipe a antecipação do pagamento do 13º de aposentados e pensionistas do INSS. A expectativa é que a primeira parcela do benefício, prevista normalmente para o fim do ano, seja paga a partir do fim de fevereiro.

>>15 doenças que dão direito ao auxílio-doença e aposentadoria; veja como solicitar

Os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em maio e junho, sem contas na Caixa Econômica Federal, que só receberiam o benefício no dia 17 de março, agora vão retirar o dinheiro junto com os nascidos em março e abril, no dia 11 de fevereiro. A mudança foi publicada no Diário Oficial da União de ontem, por decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

>>Saiba como optar pelo saque aniversário do FGTS; veja para quem já está liberado

A alteração também atinge os servidores, militares e funcionários de empresas públicas sem contas no Bando do Brasil (BB) e que fazem jus ao abono do Pasep. Os que têm inscrições no programa com finais 8 e 9 receberiam no dia 17 de março e, agora, também farão a retirada em 11 de fevereiro (mesmo dia dos finais 6 e 7).

Vale lembrar que aqueles que possuem contas nesses bancos têm direito ao crédito antecipado em conta, dois dias antes. Neste caso, o depósito será feito em 9 de fevereiro, de forma automática. O valor varia de R$ 92 a R$ 1.100.

>>Identificação de fraudes em benefício gera economia de R$ 4,5 bilhões

A antecipação do abono já estava sendo estudada pelo Ministério da Economia desde o início do ano, diante do aumento de mortes causadas pela Covid-19 no país.

>>Mega-Sena pode pagar prêmio R$ 2,5 milhões neste sábado

Como se trata de mudança de calendário de pagamentos, a medida não tem impacto sobre as contas públicas, por isso iniciará os estímulos da economia.

Fonte:Extra

PODE LHE INTERESSAR