Pagamento e saque do Seguro Desemprego podem ser feitos em três modalidades

Pagamento e saque do Seguro Desemprego podem ser feitos em três modalidades
Pagamento e saque do Seguro Desemprego podem ser feitos em três modalidades – Foto: Reprodução

 

Pagamento e saque do Seguro Desemprego podem ser feitos em três modalidades. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) adiou para 1º de janeiro de 2020 a exigência de que o pagamento do Seguro Desemprego seja realizado apenas por meio de depósito em conta corrente simplificada ou conta poupança da Caixa Econômica Federal, sem ônus para o trabalhador.

Inicialmente o prazo seria 1º de julho de 2019. Porém, a nova data foi estabelecida na 153ª Reunião do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), realizada em maio deste ano, em Brasília. A decisão, publicada no Diário Oficial da União, visa a aplicação das melhores práticas aos procedimentos operacionais.

Sem fraudes no Seguro Desemprego

O depósito em conta poupança ou simplificada afasta risco de fraude no recebimento do benefício, principalmente nos casos em que o requerimento do Seguro-Desemprego é realizado totalmente pela internet, ou seja, sem atendimento presencial. Desde já está assegurado que o trabalhador poderá transferir o seu recurso para contas particulares em outros bancos, sem custos.

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia vai trabalhar em conjunto com a Caixa para criar mecanismos eficazes na orientação ao trabalhador em relação aos novos procedimentos a serem adotados.

Formas de pagamento e saque do Seguro Desemprego

Atualmente, os pagamentos do seguro-desemprego são realizados em três modalidades: Cartão Cidadão, que permite saques até mesmo em caixas eletrônicas e lotéricas; na própria agência, em espécie; e em crédito em conta.

Cerca de 55% dos beneficiários já recebem por meio de depósitos em conta poupança ou simplificada


Como dar entrada no Seguro Desemprego

Como dar entrada no Seguro Desemprego pela internet, online no celular, computador ou tablet
Pagamento e saque do Seguro Desemprego podem ser feitos em três modalidades – Foto: Reprodução

Pela internet, online no celular, computador ou tablet

Saiba agora como dar entrada no Seguro Desemprego pela internet, online no celular, computador ou tablet. A forma mais comum e conhecida de solicitar o Seguro-Desemprego, é quando o trabalhador agenda o comparecimento em um posto de atendimento do Sine, preenche um formulário e entrega a documentação.

O atendimento leva aproximadamente 15 minutos. Só depois desse processo e de comparecer no Sine, começa a contar o prazo de 30 dias para recebimento do benefício.

Entretanto, agora assim que receber a documentação para dar entrada no Seguro-Desemprego, o trabalhador poderá fazer o pedido imediatamente pela internet, por onde ele já irá preencher o formulário que hoje é respondido no Sine. O prazo de 30 dias para receber o benefício começará a contar a partir deste momento.

O trabalhador ainda precisará comparecer a uma agência do Sine pessoalmente (procedimento necessário para evitar fraudes). Porém, o atendimento deve ser mais rápido já que a parte mais demorada dos atendimentos presenciais é o preenchimento cadastral que já terá sido feito pelo computador.

Como funciona?

  • Para ter acesso aos serviços do Emprega Brasil, o primeiro passo é se cadastrar no site;

  • Ao clicar em “Cadastrar” abrirá a tela do cidadão.br, a ferramenta de autenticação do trabalhador no site:

Será necessário informar dados pessoais (CPF, nome, data de nascimento, nome da mãe, estado de nascimento (se for nascido no exterior, a opção será “Não sou brasileiro”). Essas informações serão validadas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis). Portanto, caso estejam corretas, o trabalhador será direcionado a responder um questionário com cinco perguntas sobre seu histórico laboral.

Por isso, é importante ter em mãos a Carteira de Trabalho física. É preciso acertar pelo menos quatro das cinco perguntas. Em seguida, o trabalhador receberá uma senha provisória que deverá ser trocada no primeiro acesso.

Portanto, caso o usuário não consiga acertar as respostas, terá de aguardar 24 horas para uma nova tentativa ou entrar em contato com a central 135 do INSS para auxílio.

  • Ao finalizar o cadastro, o trabalhador terá acesso aos serviços do Emprega Brasil. Uma das opções será “Solicitar Seguro-Desemprego”.

  • Será necessário preencher um cadastro com informações pessoais e profissionais, o mesmo que era preenchido anteriormente nos postos do Sine.

O cadastro está dividido em oito páginas com informações pessoais, profissionais, acadêmicas, vagas de emprego e cursos de qualificação disponíveis.

Ao finalizar o preenchimento de cada página, o próprio programa direciona o trabalhador automaticamente para a página seguinte:

  • Uma das páginas permite ao trabalhador colocar informações sobre sua qualificação acadêmica e profissional; dados importantes para que o programa busque vagas de emprego disponíveis na área do trabalhador;

  • As vagas de emprego são relacionadas automaticamente pelo programa;

O agendamento para as vagas de emprego é muito simples e intuitivo:

O trabalhador tem ainda a opção de se inscrever em cursos de qualificação. Portanto, basta confirmar o interesse em solicitar o benefício do Seguro-Desemprego.

Assim sendo, é só agendar o atendimento presencial para confirmar o cadastro e aguardar a liberação das parcelas; o que deve ocorrer 30 dias após o preenchimento do documento pela internet.

Se a data para o atendimento presencial ultrapassar o prazo de 30 dias, a emissão da parcela ocorrerá na semana seguinte ao atendimento.

O passo a passo explicativo de como solicitar o benefício Seguro-Desempego pela internet está disponível clicando aqui.

PODE LHE INTERESSAR