Operação da PF investiga fraudes em benefícios previdenciários

Operação da PF investiga fraudes em benefícios previdenciários
Operação da PF investiga fraudes em benefícios previdenciários

 

Operação da PF investiga fraudes em benefícios previdenciários.

A Polícia Federal deflagrou ontem (01/07) a operação Falso Registro, com o objetivo de coletar provas sobre a prática de falsidades na obtenção de benefícios previdenciários indevidos.

Governo estabelece regras de antecipação do décimo terceiro (13º) salário do INSS

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela Primeira Vara Federal de Presidente Prudente, tendo sido encontrada farta documentação relativa às fraudes.

Durante a investigação, foi identificada a utilização de cinco empresas para a inserção de vínculos empregatícios falsos nos sistemas da Previdência Social mediante entregas de GFIPs (Guia de Recolhimento e Informações à Previdência Social) extemporâneas.

Auditoria revela que milhares de aposentados do INSS receberam Auxílio Emergencial

Este fato permitiu o recebimento de benefícios previdenciários fraudulentos embasados em relações trabalhistas inverídicas por diversas pessoas.

Investigação

A investigação teve início em razão de fatos suspeitos trazidos ao conhecimento da Polícia Federal pela Procuradoria-Geral Federal e contou com o apoio da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista – CGINT – da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

INSS pode liberar de R$ 600 a R$ 1.045 para quem solicitar benefícios

Segundo a CGINT, foram identificados 18 benefícios recebidos irregularmente, tendo o valor do prejuízo apurado totalizado a quantia de R$ 1,9 milhão.

Este valor, conforme foi apurado, pode atingir montante superior a R$ 5 milhões em valores futuros a serem pagos aos beneficiários; levando-se em conta a expectativa de sobrevida média da população brasileira, segundo o IBGE.

PODE LHE INTERESSAR