O que é Tesouro Direto e como aplicar com apenas R$ 35 pela internet

O que é Tesouro Direto e como aplicar com apenas R$ 35
O que é Tesouro Direto e como aplicar com apenas R$ 35 pela internet – Arte: N1 BAHIA

 

O Tesouro Direto é uma oportunidade para realizar um planejamento financeiro sem complicação. Com apenas R$ 35 já se pode fazer uma aplicação em títulos públicos federais por meio da internet. Uma das vantagens do programa é que, com variação do rendimento, o investidor pode resgatar o investimento a qualquer hora.

“É a porta de entrada no mundo dos investimentos porque é seguro, simples e o investimento inicial é bem baixo. Foi criado para que o pequeno investidor tivesse acesso”, explica o gerente do Tesouro Direto, Diego Link.

O Tesouro Direto oferece boa rentabilidade e liquidez diária e é a aplicação de menor risco do mercado. Muitos brasileiros têm escolhido o Tesouro Direto para aplicar o dinheiro. Nos primeiros seis meses do ano, registrou 286 mil novos investidores ativos e 1,2 milhão de novos investidores cadastrados. O total de investidores ativos alcançou 1 milhão de pessoas e o número de investidores cadastrados passou de 4,3 milhões.

No último mês de junho, foram realizadas mais de 476 mil operações de investimento, que somaram R$ 2,68 bilhões. Durante o mês, os resgates foram de R$ 1,68 bilhão.

O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional criado em 2002 para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas. Oferece diferentes tipos de rentabilidade: prefixada, ligada à variação da inflação (medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA) ou à variação da taxa de juros básica da economia (Selic).

“O investidor pode aplicar no momento que quiser, pode investir todo mês, todo dia ou como quiser, não tem nenhuma obrigatoriedade”, afirma Diego Link. Os prazos de vencimento e de fluxos de remuneração também variam. Com tantas opções, fica fácil achar um título indicado para a necessidade de cada pessoa.

 O que são títulos públicos?

Ao contrário dos investimentos em ações, nos quais a pessoa não sabe qual será o retorno, os títulos públicos têm renda fixa, ou seja, o rendimento pode ser dimensionado no momento do investimento. Por isso, é um investimento de menor risco. Ao investir no Tesouro Direto, a pessoa opta pelo tipo de investimento de menor risco da economia; pois os títulos públicos são 100% garantidos pelo Tesouro Nacional.

Ao comprar um título público, empresta-se dinheiro para o governo brasileiro em troca de receber no futuro uma remuneração por esse empréstimo. A pessoa recebe o que emprestou mais os juros.

Com o Tesouro Direto, o investidor também ajuda o país a promover investimentos em saúde, educação ou infraestrutura, por exemplo.

Como investir no Tesouro Direto

1- É preciso ter CPF e conta corrente em uma instituição financeira;

2- Escolha uma instituição financeira, que pode ser um banco ou corretora, para intermediar as transações. Sendo assim, no próprio portal do Tesouro Direto, há uma lista com todas as instituições habilitadas e com as taxas de administração cobradas por elas;

3- Entre em contato com a instituição financeira escolhida e peça o cadastramento. É preciso abrir uma conta para operar com o Tesouro Direto;

4- A pessoa receberá uma senha provisória da BM&FBovespa para o primeiro acesso à área restrita do Tesouro Direto, onde são realizadas as operações de compra e venda e consultas a saldos e extratos;

5- Troque a senha provisória por uma nova com 8 a 16 dígitos, letras, números e caracteres especiais. Tudo pronto! O investidor já está habilitado para investir;

6- Encontre qual título é mais adequado para o objetivo financeiro que quer alcançar. Para a escolha, utilize a ferramenta Orientador Financeiro, encontrada, tanto no portal do Tesouro Direto, quanto na área restrita ao investidor. Por fim, definido o título adequado, basta efetuar a compra.

Portanto, todas as informações sobre modalidades de aplicação, horário de funcionamento, canais de aplicação e prazos podem ser conferidos no portal do Tesouro Nacional (http://www.tesouro.gov.br/web/stn/-/passo-a-passo).

PODE LHE INTERESSAR