O azeite de oliva pode proteger contra ataques cardíacos?

O azeite de oliva pode proteger contra ataques cardíacos?
O azeite de oliva pode proteger contra ataques cardíacos? © iStock

O azeite de oliva pode proteger contra ataques cardíacos?

Existem muitas propriedades conhecidas há muito tempo sobre o azeite de oliva, especialmente em doenças crônicas. Talvez tenhamos ouvido que o azeite pode proteger contra ataques cardíacos.

Ele está recebendo cada vez mais importância e mais pessoas estão adicionando-o à sua dieta todos os dias. Mas quais componentes ele possui que o tornam tão saudável? Como isso nos ajuda a prevenir doenças ou ataques cardíacos? Vamos ver a seguir.

O que é e como ocorre um ataque cardíaco?

É sabido que os ataques cardíacos causam muitas mortes no mundo. Eles ocorrem quando há uma obstrução ou bloqueio em um vaso sanguíneo que impede a irrigação de um órgão. Isso pode ter complicações graves.

+Descubra 20 remédios naturais para problemas comuns de saúde

Quais são as causas mais comuns de um ataque cardíaco?

Devemos deixar claro que, entre as causas mais comuns que podem causar um infarto, existem alguns fatores que podemos modificar ou controlar. Eles estão principalmente relacionados ao estilo de vida. Alguns deles são os seguintes:

  • Obesidade.
  • Diabetes.
  • Sedentário.
  • Fumar
  • Hipertensão arterial.
  • Alteração dos lipídios no sangue.

Muitos desses aspectos, como podemos constatar, estão associados a uma alimentação inadequada ou de má qualidade. Felizmente, existem muitos outros alimentos com grandes benefícios para a saúde, como o azeite.

Pode interessar a você: sabemos como reconhecer os sintomas de um ataque cardíaco?

Azeite, por que o chamamos de ouro líquido?

O azeite é um alimento com muitas substâncias antioxidantes e vitaminas, principalmente vitamina E e C. Além disso, é rico em outros compostos naturais como carotenos e polifenóis. Estes são compostos antioxidantes que ajudam a prevenir a ocorrência de muitas doenças.

+Já bebeu água de arroz? Aprenda como fazer e descubra os seus benefícios

Polifenóis: proteção para a saúde

Como sabemos, existem substâncias que possuem poder antiinflamatório e antitrombótico, como é o caso dos polifenóis. Consumidos em quantidades adequadas, os polifenóis ajudam a prevenir doenças cardíacas. Algumas dessas doenças são, por exemplo, hipertensão e enfarte do miocárdio.

Gorduras de azeite

Esse óleo também é rico em ácido oleico ou, como também é conhecido, ômega 9. É um tipo de gordura monoinsaturada que reduz os níveis de colesterol LDL no sangue e, por sua vez, aumenta o colesterol HDL. Este é mais um benefício que transforma esse alimento em ouro líquido.

Além disso, esse ácido graxo é muito abundante no cérebro e os neurônios precisam dele para se comunicarem entre si. A Fundação Espanhola do Coração (FEC) reconhece que a ingestão diária de azeite ajuda a proteger a saúde cardiovascular graças aos seus componentes antioxidantes e ao seu tipo de gordura.

+Você sabe para que serve a água de linhaça?

Efeito protetor do azeite de oliva em um ataque cardíaco

Como já mencionamos, os antioxidantes, vitaminas E e C, carotenóides e compostos fenólicos têm um efeito protetor porque têm a capacidade de limpar o excesso de gordura do sangue.

Assim, eles evitam a formação de placas de ateroma. Se isso acontecer, as artérias serão bloqueadas e o coração precisará bombear com muito mais força para o sangue passar por esse espaço muito estreito. Quando há um bloqueio, é possível um ataque cardíaco. Por esse motivo, o azeite pode nos proteger de um ataque cardíaco.

Como você se protege de outros problemas?

Como dissemos, o azeite de oliva traz muitos benefícios à saúde no que diz respeito ao coração e ao sistema circulatório, mas não são os únicos.

+Chá de abacaxi e canela: para que serve e benefícios

Ele também tem uma importante função protetora no cérebro. O ácido graxo ômega-9 é muito abundante no cérebro e os neurônios precisam dele para se comunicarem entre si.

Algum óleo tem essas propriedades?

É uma pergunta comum, mas a resposta é não. Devemos estar atentos a isso porque existem muitos tipos de óleo no mercado. No entanto, o azeite virgem extra é o que apresenta as melhores propriedades; também o tipo virgem.

Na verdade, eles não são chamados assim por acaso. Esse nome é dado porque eles têm todos os seus componentes em grandes quantidades. Porém, isso não acontece no azeite que se mistura com outro produto ou no azeite refinado.

+Óleo de coentro, usos e benefícios que você vai adorar!

Além disso, algo fundamental é que os profissionais recomendem sempre consumi-lo cru e não submetê-lo ao cozimento. Isso evita danificar seus componentes.

O azeite de oliva na prevenção de ataques cardíacos, o que deve ficar claro?

Adicionar azeite virgem à dieta ajuda a manter a saúde

. Os benefícios são muitos. Entre outros, protege-nos de problemas cardiovasculares e enfartes do miocárdio.

Porém, não vale a pena consumir apenas azeite. Para atingir esses efeitos, deve ser acompanhada de uma alimentação balanceada. Da mesma forma, o exercício físico é essencial para nos ajudar a cuidar da nossa saúde.

PODE LHE INTERESSAR