Ministro da Cidadania divulga novo calendário do auxílio emergencial

Ministro da Cidadania divulga novo calendário do auxílio emergencial
Ministro da Cidadania divulga novo calendário do auxílio emergencial – Foto: HUGO BARRETO/METRÓPOLES

Ministro da Cidadania divulga novo calendário do auxílio emergencial

O Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, anunciou que o cronograma de pagamento das novas quatro parcelas do auxílio emergencial será divulgado na próxima segunda-feira (28). Até agora, só foi definido o calendário de pagamento para os beneficiários do Bolsa Família.

Segundo o Ministro da Cidadania, o calendário de pagamento do auxílio emergencial para os que não fazem parte do Bolsa Família será divulgado na próxima semana.

+Nascidos em agosto recebem 5ª parcela do auxílio nesta quarta

“A gente pretende, no máximo até segunda-feira [28], fazer a publicação. Desde o início a gente sempre manteve o cronograma do Bolsa Família porque são 14 milhões e 274 mil famílias que são as famílias mais vulneráveis do Brasil”, afirmou Onyx.

Os beneficiários do Bolsa Família já começaram a receber a 6ª parcela do auxílio emergencial desde a última quinta-feira (17). Veja abaixo o calendário de pagamento das quatro parcelas de acordo com o final do NIS:

+Apenas metade dos MEI do país conseguiram o auxílio emergencial de R$ 600

Houve uma redução de quase três milhões de beneficiários que voltaram a receber o Bolsa Família da forma tradicional, por ser uma valor igual ou superior aos R$300.

Segundo o ministro, os outros beneficiários receberão até setembro as novas parcelas com o valor reduzido.

“Os demais, que devem já ter o calendário colocado, eu espero que até o final da semana, mas no máximo até segunda-feira vai ser publicado. A equipe está trabalhando fortemente para ver se até o final desta semana ou no máximo na segunda a gente publica no diário oficial para iniciar os pagamentos ainda no mês de setembro”, disse.

+Aprovados em julho não receberão parcelas do auxílio de R$ 300; entenda

Auxílio emergencial

No início de setembro o presidente da república anunciou o pagamento de mais quatro parcelas do auxílio, com valor reduzido para R$300. O benefício é destinado para trabalhadores informais, desempregados, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e beneficiários do Bolsa Família.

Para receber o benefício é necessário ter mais de 18 anos ou ser mãe adolescente, não ter nenhum emprego formal, não ser beneficiário do INSS e ter uma renda familiar mensal de até três salários mínimos.

+Auxílio emergencial: apenas 10% das contas bloqueadas voltaram a receber

Já se sabe que não haverá novos cadastros e que nem todos receberão as quatro parcelas. Veja abaixo as possibilidades:

  • Quem recebeu a primeira parcela de R$600 em abril: receberá quatro parcelas de R$300, começando em setembro;
  • Quem recebeu a primeira parcela de R$600 em maio: receberá três parcelas de R$300, começando em outubro;
  • Quem recebeu a primeira parcela de R$600 em junho: receberá duas parcelas de R$300, começando em novembro;
  • Quem recebeu a primeira parcela de R$600 em julho: receberá uma parcela de R$ 300, começando em dezembro.

+Auxílio Emergencial: 6ª parcela será automática para aprovados pela Caixa

Fonte:FDR

PODE LHE INTERESSAR