INSS mantém suspensão de prova de vida até fevereiro

Foto:reprodução

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) prorrogou até o mês de fevereiro a interrupção de bloqueios de pagamentos, ou a suspensão dos benefícios por falta da prova de vida. A portaria que determina a prorrogação foi publicada na última quarta-feira (20), no Diário Oficial da União.

>>Quando acontece o pagamento da antecipação do 13º salário do INSS?

A suspensão teve início em março do ano passado em virtude  do isolamento social com objetivo de conter a disseminação do novo coronavírus. A previsão era de que o retorno acontecesse no início deste ano.

A nova portaria prorroga essa interrupção no corte e nos benefícios por meio de duas competências, referentes a janeiro e fevereiro deste ano.

Contudo, os aposentados e pensionistas não poderão ter o pagamento do benefício cancelado por falta da comprovação de vida.

>>INSS corre para zerar fila por benefícios; entenda

Recadastramento do INSS

Por um determinação de uma Lei, anualmente os beneficiários do INSS devem se dirigir à uma agência do INSS ou banco por qual recebe o benefício, em embaixadas, consulados ou na casa dos segurados que possuem dificuldades de locomoção para comprovar que estão vivos.

O beneficiário deverá apresentar um documento de identificação com foto como carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e outros.

>Beneficiário pode pedir desbloqueio do BPC por canais remotos do INSS

Em algumas instituições, a prova poder ser realizada em terminais de autoatendimento pela tecnologia de biometria.

O procedimento também podia ser realizado por meio de procurador, o qual deveria ir até uma agência da previdência social com um atestado médico que deve ter sido emitido ao menos em 30 dias, além de uma procuração registrada em cartório.

>INSS pode adiantar auxílio-doença de 1 salário mínimo

Os segurados que não fizerem essa comprovação dentro do prazo, tem o pagamento bloqueado, suspenso ou cessado.

Essa é uma medida feita desde 2012 pelos beneficiários para evitar fraudes no recebimento do benefício. A validade da prova de vida é de um ano.

Como Segurado do INSS tem acesso a carta de concessão de Benefícios?

A portaria ainda afirma que a suspensão da prova da vida não prejudica “a rotina e obrigações contratuais estabelecidas entre este Instituto e a rede bancária pagadora de benefícios, devendo a comprovação de vida junto à rede bancária ser realizada normalmente”.

PODE LHE INTERESSAR