INSS libera grana da 2ª parcela do Décimo Terceiro Salário; veja calendário

INSS libera grana da 2ª parcela do Décimo Terceiro Salário; veja calendário
INSS libera grana da 2ª parcela do Décimo Terceiro Salário; veja calendário

INSS libera grana da 2ª parcela do Décimo Terceiro Salário; veja calendário.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar nesta quinta-feira (24/06) a segunda parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas. O pagamento foi antecipado novamente neste ano por conta da pandemia de coronavírus.

>>INSS: trabalhador ainda pode aposentar pela regra antiga; entenda

Nesta quinta, o pagamento da segunda parcela será feito para quem recebe até 1 salário mínimo, e tem número do benefício encerrado em 1.

O pagamento da 2ª parcela segue até 7 de julho para os demais beneficiários – veja os calendários mais abaixo. A antecipação será creditada junto com os benefícios de junho.

>>Estes são os benefícios que estão na mira do Pente-Fino do INSS; saiba o que fazer

Benefícios até um salário mínimo

Para aqueles que recebem até 1 salário mínimo, o depósito da antecipação será feito entre os dias 24 de junho e 7 de julho, de acordo com o número final do benefício, sem levar em conta o dígito verificador.

Veja no calendário abaixo:

INSS libera grana da 2ª parcela do Décimo Terceiro Salário; veja calendário

>>Bolsonaro sanciona lei com mudanças nos critérios de pagamento do BPC

Benefícios acima de 1 salário mínimo

Segurados com renda mensal acima do salário mínimo terão seus pagamentos creditados entre 1º e 8 de julho, conforme calendário abaixo. Veja no calendário:

INSS libera grana da 2ª parcela do Décimo Terceiro Salário; veja calendário

Quem recebe

Tem direito ao 13º quem, durante o ano, recebeu aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. Na hipótese de cessação programada do benefício, prevista antes de 31 de dezembro de 2021, será pago o valor proporcional do abono anual ao beneficiário, informou o INSS.

>>Milagre da Aposentadoria INSS: aumento de R$ 1.100 para R$ 3.800 pode acabar

A segunda parcela do 13º pode ter valor menor que a primeira: nesta parcela, é realizado o desconto do Imposto de Renda para quem é sujeito ao pagamento.

Aqueles que recebem benefícios assistenciais (Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social – BPC/LOAS e Renda Mensal Vitalícia – RMV) não têm direito ao 13º salário.

Fonte: Agência Brasil

PODE LHE INTERESSAR