INSS: entenda por que o 14º salário não deve ser liberado aos aposentados

INSS: entenda por que o 14º salário não deve ser liberado aos aposentados
INSS: entenda por que o 14º salário não deve ser liberado aos aposentados

INSS: entenda por que o 14º salário não deve ser liberado aos aposentados.

Depois de o governo federal ter antecipado o 13º salário de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) mais uma vez este ano, a possibilidade de uma parcela extra para o final do ano, o chamado 14º salário, voltou a ganhar força.

>>INSS encerra pagamento da antecipação do décimo terceiro (13º) salário

A proposta, que está em debate desde o ano passado, acabou recebendo forte apoio popular nas redes sociais. O assunto também acabou sendo alvo de fake news, que afirmavam que o benefício seria de fato pago no mês de dezembro de 2021 para quem era segurado do instituto.

No entanto, é importante destacar de antemão que o 14º salário do INSS não será pago este ano. Neste caso, entenda a seguir os motivos para isso acontecer, apesar de todas as previsões favoráveis a sua implementação.

>>BPC deve mudar de nome e valor; saiba quem pode receber

Por que o 14º salário não será pago em 2021?

Um dos motivos para que o projeto do abono extra não saia do papel está na falta de iniciativa parlamentar, que não tem encontrado um espaço na agenda legislativa para encaixar o conteúdo da medida para apreciação.

>>INSS libera parcela do décimo terceiro (13º) salário: saiba quem recebe

Outro ponto que causa o entrave do 14º salário são as desavenças políticas, sobretudo quando uma matéria é defendida por um parlamentar da base do governo ou oposição. Dessa forma, é preciso um esforço conjunto daqueles que são a favor da medida para fazer o texto avançar e chegar até a votação.

O cenário político complexo no qual estamos vivendo hoje em dia também pode ser considerado um dos pontos chaves para a impossibilidade do projeto. Em tempos de pandemia, toda e qualquer medida econômica gera repercussão. E quanto mais sensível o tema, maiores serão os empecilhos para ele ser colocado em debate.

>>Agências do INSS passam a ter supervisão de atendimento presencial; entenda

Por tudo isso, é importante deixar claro que os pontos trazidos para justificar a inviabilidade do 14º salário do INSS são vários, porém não é possível definir com clareza quais deles contribuem para a medida não andar. Resta saber se futuramente, com as propostas tramitando na Câmara e no Senado, haverá um parecer sobre o resguardo financeiro aos segurados do INSS durante a pandemia.

Fonte: Capitalist

PODE LHE INTERESSAR