Inscritos no Cadastro Único, Bolsa Família, BPC e MCMV podem aderir o Criança Feliz

Inscritos no Cadastro Único, Bolsa Família, BPC e MCMV podem aderir o Criança Feliz
Inscritos no Cadastro Único, Bolsa Família, BPC e MCMV podem aderir o Criança Feliz – Arte: N1 BAHIA / Foto: Reprodução

 

Inscritos no Bolsa Família, BPC, MCMV e outros programas do Governo Federal podem aderir o Criança Feliz. O programa está sendo ampliado para todas as famílias inscritas no Cadastro Único. A mudança foi aprovada pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) e deve beneficiar mais 370 mil crianças em todo o País.

Além da ampliação, o programa terá um novo período de adesão para os municípios que antes não eram atendidos por não alcançarem o número mínimo de habitantes entre o público-alvo. Com isso, mais 330 cidades poderão ser incluídas.

Quem tem direito a receber Bolsa Família em maio – Emprego, calendário, 13º salário e mais

Com visitas semanais de orientadores, o Criança Feliz auxilia o desenvolvimento de meninos e meninas de até seis anos de idade nas áreas de Saúde; Assistência Social; Educação; Justiça; Cultura e Direitos Humanos. Gestantes também podem ser atendidas. Até o momento, 490.460 mil pessoas já foram atendidas. Hoje, o Criança Feliz conta com a adesão de 2.622 municípios.

Cadastro Único

O Cadastro Único do governo federal é voltado às famílias com renda per capita de até meio salário mínimo ou com renda mensal total de até três salários mínimos. O programa reúne dados como características da residência; escolaridade; situação de trabalho e renda; entre outros. Essas informações são utilizadas para fazer a seleção dos beneficiários de diversos programas; como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida.]

Meu CadÚnico – Aplicativo do Cadastro Único facilita acesso ao Número de Inscrição Social (NIS)

A pessoa que desejar se cadastrar deve procurar o setor responsável pelo programa em seu município. As informações sobre o cadastramento podem ser obtidas no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo. Em muitos casos, o próprio Cras é responsável por realizar o cadastro familiar.

Sobre o Criança Feliz

Coordenado pelo Ministério da Cidadania por meio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, o Criança Feliz promove o desenvolvimento adequado na primeira infância, integrando ações nas áreas de saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos. Em visitas semanais, técnicos capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até três anos que recebem o Bolsa Família e de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). As gestantes também são atendidas.

Criança Feliz estimula protagonismo familiar – Milhões de famílias do Bolsa Família e BPC

PODE LHE INTERESSAR