Identificação de fraudes em benefício gera economia de R$ 4,5 bilhões

Auxilio Emergencial
Foto: Reprodução

Através do cruzamento de dados dos beneficiários do auxílio emergencial, a Controladoria Geral da União identificou fraude que resultou no rastreamento de 2,7 bilhões d cadastros u não tinham direito ao recurso.

>>Mega-Sena pode pagar prêmio R$ 2,5 milhões neste sábado

O cancelamento de benefícios indevidos trouxe uma economia de R$ 4,5 bi aos cofres públicos. Os dados foram repassados pelo ministro da CGU, Wagner Rosário, em entrevista ao programa Brasil em Pauta.

Esta não foi a única ação realizada pela CGU para combater a corrupção durante a pandemia. Foram quase 50 operações destinadas à verificação de desvios de recursos no combate à covid-19 , além da criação de um painel para verificação de preços dos insumos usados no combate ao coronavírus.

>>Bolsa Família já iniciou os pagamentos de fevereiro? Veja cronograma completo

Na entrevista, Wagner Rosário mostrará ainda o que a CGU está fazendo para combater a corrupção no serviço público. A íntegra da entrevista pode ser acompanhada no próximo domingo (7), às 22h, na TV Brasil.

>>Primeiro lote do IFA para vacina da Fiocruz chega hoje ao Brasil

Sobre o Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro concedido pelo Governo Federal destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

>>Bolsa Família encerra o Ciclo 5 de pagamentos do Auxílio Emergencial

A CAIXA atua como agente operador desse benefício e a origem dos recursos para pagamento é do Governo Federal, por intermédio do Ministério da Cidadania.

Com Agência Brasil

PODE LHE INTERESSAR