Governo aumenta valor máximo do Bolsa-Auxílio para até R$ 8 mil

Governo aumenta valor máximo do Bolsa-Auxílio para até R$ 8 mil
Governo aumenta valor máximo do Bolsa-Auxílio para até R$ 8 mil – Foto: Rmcarvalho / iStock

 

Governo aumenta valor máximo do Bolsa-Auxílio para até R$ 8 mil.

Material de treino e alimentação saudável. Estes são só alguns dos itens diários de um atleta que busca bons resultados nas competições.

Mas manter tudo isso não é fácil, por isso, muitos esportistas buscam apoio no Bolsa-Auxílio, oferecido a atletas de rendimento não profissional por meio de recursos obtidos via Lei de Incentivo ao Esporte.

Governo cria nova linha de crédito para auxiliar as micro, pequenas e médias empresas

Aumento de valor do Bolsa-Auxílio

E para estimular o esporte no País, o governo aumentou o valor do auxílio e permitiu acumular o recebimento com o Bolsa-Atleta ou outro programa federal. A portaria foi publicada nesta sexta-feira (17/07) no Diário Oficial da União.

A Bolsa-Auxílio que era de no máximo R$ 1 mil passou para até R$ 8 mil para projetos patrocinados por empresas via Lei de Incentivo. Além disso, a partir de agora os atletas podem acumular o recebimento da Bolsa-Auxílio com o Bolsa-Atleta, o que não era possível antes das novas regras.

Governo simplifica pagamento da quarta e quinta parcela do auxílio – entenda

Outra mudança é que não existe mais limites para a aplicação do benefício. Por exemplo, antes existia um teto de R$ 12 reais por dia comparecido ao evento ou treino para despesas com transporte. Agora, o atleta decide como vai usar o valor para custear as despesas ligadas à preparação como alimentação, suplementação alimentar e transporte.

Segundo Arialdo Boscolo, presidente do Conselho Consultivo do Comitê Brasileiro de Clubes, a medida vai ter um grande impacto na carreira dos atletas.

Governo libera novas datas de pagamentos dos próximos lotes do Auxílio Emergencial

“Principalmente para aqueles que se locomovem para outros centros e possam remeter uma ajuda de custeio, uma ajuda para comprar seus equipamentos, para desenvolver o melhor do seu treinamento, se preparando para as competições de nível nacional e internacional”, avaliou.

Calendário da 4ª e 5ª parcela do auxílio para Cadastro Único e Bolsa Família

Para receber o auxílio o atleta precisa fazer parte de algum projeto de incentivo ao esporte por meio da lei de incentivo. O dinheiro é repassado ao proponente do projeto e então encaminhado ao atleta. Além disso as despesas devem estar relacionadas ao quadro definido na portaria.

Despesas que podem ser custeadas com o Bolsa-Auxílio

1- Alimentação
2- Suplementação alimentar
3- Hospedagem/aluguel
4- Transporte urbano
5- -Transporte para competições / treinamentos
6- Consultas Médicas / Fisioterápicas / Nutricionais / Psicológicas
7- Exames Médicos / Fisioterápicos / Nutricionais / Psicológicos
8- Uniforme
9- Material / Equipamento para treinamentos e competições
10 – Taxas Inscrições em competições / treinamentos

PODE LHE INTERESSAR