Fazer tarefas domésticas ajuda a manter o cérebro jovem, revela estudo

Fazer tarefas domésticas ajuda a manter o cérebro jovem, revela estudo
Fazer tarefas domésticas ajuda a manter o cérebro jovem, revela estudo. © Freepik

Fazer tarefas domésticas ajuda a manter o cérebro jovem, revela estudo

Nem todas as pessoas gostam de fazer trabalhos domésticos e têm maior afinidade com o trabalho externo, estudo ou outras atividades. No entanto, um estudo científico afirma que varrer, lavar pratos, tirar o pó, pendurar roupas, passar ou limpar o chão ajudam a manter o cérebro jovem.

Sim, foi isso que você leu. O estudo científico publicado na revista Jama Network Open, e compartilhado no portal TN, explica que, embora as tarefas domésticas não sejam uma atividade física muito intensa, ajudam a pessoa a se manter ativa, algo necessário para cuidar da saúde.

>>3 receitas fáceis que você pode fazer com o delicioso creme de avelã

“Os resultados do nosso trabalho não descartam a atividade física moderada como importante para o envelhecimento saudável. Simplesmente acrescentamos à ciência que exercícios breves e pouco exigentes também podem ser elementares para o cérebro”, explicou Nicole Spartarno, principal autora da pesquisa. na Boston University.

Para chegar a esta conclusão, a equipe de pesquisa realizou uma análise das atividades diárias de 2.354 adultos de meia-idade e, posteriormente, passou por varreduras cerebrais.

>>5 sucos para limpar os rins de forma natural e saudável

Dentro disso, os pesquisadores calcularam o volume cerebral dos participantes, nos quais descobriram que cada hora adicional de atividade física leve por dia estava ligada a um volume cerebral 0,22% maior. Aqueles que deram pelo menos 10.000 passos por dia tiveram um desempenho ainda melhor, com um aumento de 0,35% em relação aos que deram apenas 5.000.

Embora atividades mais intensas estejam associadas a volumes cerebrais mais elevados, a equipe disse que uma análise mais detalhada sugere que isso pode ser simplesmente porque essas pessoas também se exercitam de maneira mais moderada. Em outras palavras, é a combinação de ambos os tipos que é mais benéfica.

>>Que o calor não te derrote! Dicas para se manter hidratado o tempo todo

De qualquer forma, os pesquisadores relativizaram suas conclusões ao considerarem que o tempo de estudo não foi muito longo, foi apenas em homens brancos e a causa e efeito não puderam ser comprovados. Da mesma forma, não analisaram o impacto de diferentes níveis de atividade sobre o risco de demência, embora se saiba que o exercício reduz as chances de tais condições.

PODE LHE INTERESSAR