Entenda porque inscrição no Cadastro Único não garante Auxílio Brasil

Entenda porque inscrição no Cadastro Único não garante Auxílio Brasil
Entenda porque inscrição no Cadastro Único não garante Auxílio Brasil © Charles Fábion / N1

Entenda porque inscrição no Cadastro Único não garante Auxílio Brasil.

A inscrição no Cadastro Único é um requisito para entrar no Auxílio Brasil e em outros programas sociais do governo federal, mas não garante que a família será selecionada para o programa que substituirá o Bolsa Família.

>>Confira o calendário de pagamentos do Auxílio Brasil

A seleção acontece mensalmente e quem for selecionado receberá um comunicado oficial pelo órgão responsável.

Por isso, é preciso manter os dados cadastrais do Cadastro Único atualizados. Mas, caso o cadastro esteja atualizado há menos de 2 anos e não tenha ocorrido mudanças de endereço, renda ou de outras informações da família, não é necessário realizar uma nova atualização.

>>Cadastro Único é requisito para receber Auxílio Brasil; como se inscrever?

TUDO SOBRE O AUXÍLIO BRASIL

De acordo com o Ministério da Cidadania, o fato de a família estar inscrita no Cadastro Único, com dados atualizados e elegíveis, não resulta na imediata concessão do Auxílio Brasil. É preciso atender aos outros requisitos do programa. E não existe um prazo definido para a realização dessa concessão.

>>Informais e inscritos no Cadastro Único podem receber Auxílio Emergencial

Já as famílias com dados inconsistentes no Cadastro Único poderão ser impedidas de ingressar no programa até que sejam sanadas as inconsistências identificadas.

A falta de atualização leva à exclusão do registro no CadÚnico depois de quatro anos. Todos os anos, o governo federal revisa os dados e chama as famílias com informações desatualizadas para corrigir a situação, sendo que as famílias, no momento da inscrição, comprometem-se a atualizar os dados a cada dois anos no máximo.

>>Bolsa Família: exclusão do Cadastro Único continua suspensa por mais 120 dias

A atualização só pode ser feita em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou em postos de atendimento do Cadastro Único ou do Bolsa Família. Em caso de mudança de endereço, de telefone, de estado civil, de renda mensal ou em eventos de nascimento, adoção ou falecimento na família, o cadastro deve ser atualizado o mais rápido possível.

É possível saber se a família está cadastrada e se precisa atualizar as informações por meio do aplicativo Meu CadÚnico. A ferramenta informa se o cadastro está desatualizado ou em processo de averiguação e permite a impressão de comprovantes.

>>Auxílio Brasil começará a ser pago sem o acréscimo do benefício complementar; entenda

Caso o usuário não tenha internet, deve procurar algum CRAS ou um posto de atendimento do CadÚnico. O endereço mais próximo pode ser localizado no site Mapas Estratégicos para Políticas de Cidadania (MOPS).

PODE LHE INTERESSAR