Emprego no Nordeste: Bahia gera 2.362 novos postos de trabalho em junho

Emprego no Nordeste

Bahia gera 2.362 novos postos de trabalho (vagas de emprego) em junho de 2019. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

O resultado decorre da diferença entre 46.922 admissões e 44.560 desligamentos.

Setores

Setorialmente, em junho, sete segmentos contabilizaram saldos positivos: Construção Civil (+1.563 postos); Serviços (+934 postos); Comércio (+470 postos); Indústria de Transformação (+194 postos); Extrativa Mineral (+67 postos); Serviços Industriais de Utilidade Pública (+25 postos) e Administração Pública (+9 postos). Por outro lado, apenas a Agropecuária (-900 postos) registrou saldo negativo.

Quando e como enviar currículo para empresas e industrias por e-mail, Trabalhe Conosco ou RH
Emprego no Nordeste: Bahia gera 2.362 postos de trabalho em junho – Foto: Reprodução

No primeiro semestre, sete setores de atividade registraram saldos positivos: Construção Civil (+10.055 postos); Serviços (+8.830 postos); Agropecuária (+7.706 postos); Indústria de Transformação (+3.754 postos); Extrativa Mineral (+526 postos); Administração Pública (+417 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+252 postos).

“Mais uma vez, a Bahia lidera o Nordeste na geração de empregos formais, dessa vez ocupando a quarta posição nacionalmente. Este resultado comprova as políticas públicas acertadas do Governo do Estado como indutor do desenvolvimento, com a realização de grandes obras de infraestrutura, com apoio à agricultura e a atração de novos empreendimentos. Vale ressaltar que no acumulado deste ano a Bahia gerou 29.406 novos empregos, o maior saldo da região Nordeste”, destaca o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

Carteira assinada

No Nordeste, cinco estados geraram postos com carteira assinada. A Bahia (+2.362 postos) foi seguida por Maranhão (+2.001 postos), Piauí (+1.308 postos), Rio Grande do Norte (+1.237 postos) e Sergipe (+265 postos). Os outros estados da região apresentaram desempenho negativo: Alagoas (-861 postos), Paraíba (-795 postos), Pernambuco (-253 postos) e Ceará (-122 postos).

Acumulado do ano

Nos seis primeiros meses do ano, a Bahia gerou 29.406 novos postos de trabalho, levando em conta a série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo. Este resultado fez com que a Bahia ocupasse a quinta posição no país e a primeira na região nordestina quanto à geração de empregos. No Nordeste, apenas a Bahia, o Maranhão (+5.670 postos) e o Piauí (+106 postos) totalizaram saldos positivos.

Em contrapartida, seis estados nordestinos totalizaram acumulados negativos. Pernambuco (-23.676 postos) foi seguido por Alagoas (-23.506 postos); Paraíba (-7.654 postos); Ceará (-6.994 postos); Rio Grande do Norte (-5.115 postos); e Sergipe (-3.430 postos).

PODE LHE INTERESSAR