Cuidados com a pele: NUNCA combine estes ingredientes

Cuidados com a pele: NUNCA combine estes ingredientes
Cuidados com a pele: NUNCA combine estes ingredientes © iStock

Cuidados com a pele: NUNCA combine estes ingredientes

Se você é daqueles que compra algum produto para a pele porque é recomendado na loja ou porque seu lançamento é muito promissor, leia este artigo antes da próxima compra! É ESSENCIAL ler -primeiro de tudo- os rótulos dos princípios ativos que cada um contém para saber o que aplicar na pele, pois existem ingredientes de cuidado facial que não devem ser combinados.

A razão? Eles podem irritar, manchar, queimar ou desequilibrar a pele, causando uma condição maior do que a inicial. Então descubra o que são esses blends e dedique esta tarde a redesenhar sua rotina de beleza!

+Aprenda sobre os incríveis benefícios da manteiga de karité na beleza

Nunca combine estes ingredientes em seus cuidados com a pele

1. Retinol e peróxido de benzoíla

Já falamos sobre os benefícios do retinol para suavizar a pele, refinar os poros, iluminar e melhorar o tom do rosto, é uma explosão! Mas no entanto, não é aconselhável usá-lo ao mesmo tempo com o peróxido de benzoíla (geralmente é usado para tratar acne). Muito menos se você tem pele sensível, pois pode avermelhar e descamar a pele.

+O uso do vinagre de maçã para ter cabelos bonitos

A sugestão: Alterne a aplicação por dias e use o peróxido de benzoíla apenas como tratamento local.

2. Esfoliantes químicos e peróxido de benzoíla

Como mencionamos anteriormente, o peróxido de benzoíla é um ativo antimicrobiano especial para o alívio da acne que pode ser um tanto agressivo em peles sensíveis. Se, além de usar, você também incorporar à sua rotina um esfoliante químico, como o ácido salicílico, vai acabar machucando e irritando muito o rosto!

+O ácido láctico e seus maravilhosos benefícios para peles sensíveis

A sugestão: Use esfoliantes químicos iguais aos mecânicos, mas no máximo uma vez por semana. Nos dias em que não esfoliar, dê chance ao peróxido de benzoíla em baixas concentrações, acompanhado de uma boa rotina de hidratação e proteção solar.

3. Primeiro óleo facial e depois ácido hialurônico

Não, não e não, esse é um dos erros mais comuns na rotina de cuidados com a pele, e isso não deve ser feito! Os óleos faciais são mais densos que o ácido hialurônico. Portanto, se este for aplicado após o óleo, suas propriedades não conseguirão penetrar profundamente na pele. Assim, ficarão apenas na superfície devido à barreira de óleo – e também não cumprirão seu objetivo. hidratante. Ent’ao, é importante respeitar a regra dos produtos mais leves primeiro e dos mais pesados ​​por último.

+Tenha sobrancelhas mais cheias usando óleo de coco

A sugestão: você pode usá-los juntos, mas primeiro aplique o ácido hialurônico e depois o óleo. Nunca o contrário.

4. Ácido ascórbico com AHA’s e BHA’s

O ácido ascórbico é comumente conhecido como vitamina C. Então ao ao combinar este ingrediente para a pele com outros ácidos que fazem bem à pele, como o ácido salicílico, láctico ou retinóico, altera o pH do produto e, consequentemente, o do rosto. Assim, veremos isso em uma tez inchada e avermelhada ou, no outro extremo, com uma textura seca e descamada.

+Aprenda a fazer máscara de aloe vera com mel para combater sinais de envelhecimento

A sugestão: Aplicar ácido ascórbico ou vitamina C pela manhã e hidroxiácidos à noite, no máximo duas vezes por semana. Mas se sua pele for muito sensível, alterne o uso dos produtos em dias alternados.

PODE LHE INTERESSAR