Como e quem tem direito de comprar pelo Minha Casa Minha Vida?

Empresas continuam atuando online para ajudar quem deseja adquirir um apartamento por meio do programa.

Autor: Charles Fábion

Publicada em


Como e quem tem direito de comprar pelo Minha Casa Minha Vida?
Como e quem tem direito de comprar pelo Minha Casa Minha Vida? – Foto: A. Baeta.

Como e quem tem direito de comprar pelo Minha Casa Minha Vida?

O coronavírus não tem afetado o programa habitacional do Governo Federal.

De acordo com as empresas que atuam com o programa, houve um aumento na procura por casa e apartamento do Minha Casa Minha Vida em relação aos imóveis de médio e alto padrão.

A explicação para isso é que, ao passar mais tempo em casa, as famílias têm repensado as condições em que vivem e até a insegurança de pagar aluguel.

Recorrer a apartamentos do MCMV significa mudar de vida com o auxílio de descontos e benefícios que tornam o valor do imóvel mais acessível.

O programa, lançado em 2009, é o maior do gênero já criado no Brasil. Dez anos depois, o governo anunciou mudanças para este ano, mas as alterações ainda não foram detalhadas.

Enquanto isso, as regras para comprar um imóvel continuam as mesmas do momento pré-pandemia. A diferença é que grande parte do atendimento está sendo realizado à distância e pode variar de acordo com a localidade.

Você também pretende realizar o sonho de comprar um imóvel agora?

O primeiro passo é verificar se pode participar. Para isso, deve entender que o programa é dividido em quatro faixas: 1, 1,5, 2 e 3. Assim como as condições variam para cada uma delas, o processo de compra também.

Faixa 1

Famílias que têm rendimento bruto de até R$ 1.800 se enquadram neste perfil. É possível financiar imóveis com até 60% de subsídio e parcelamento do restante do valor em até 120 meses, com prestações máximas de R$ 270.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.

Se você está nesta faixa, é preciso entrar em contato com a prefeitura da sua cidade para verificar a disponibilidade do programa, fazer o cadastramento e garantir seu lugar na fila de beneficiários.

Em momentos de epidemia, o serviço pode ter sido alterado na sua localidade. Por isso, é sempre bom utilizar os canais digitais ou o telefone 0800-726-0101 para conferir como está o funcionamento antes de recorrer ao atendimento presencial.

Demais faixas

Já quem tem renda familiar entre R$ 1.800 e R$ 9 mil, pode comprar um apartamento do Minha Casa Minha Vida diretamente com as empresas que trabalham com o programa.

Se você está neste perfil, deverá fazer uma simulação para conferir se consegue subsídio, seu respectivo valor e as taxas de juros do financiamento.

Procure construtoras que financiam apartamentos pelo MCMV. Assim como outros setores, as empresas que atuam no mercado imobiliário estão se adaptando ao momento e oferecendo os serviços sem quebrar o distanciamento social.

É possível, por exemplo, conferir todos os detalhes do imóvel por meio de vistorias e até realizar as transações da compra totalmente online.

A vantagem de procurar essas empresas é que você pode contar com a ajuda de um corretor. Assim, fica mais fácil fazer a simulação para entender o quanto pagaria por um apartamento de acordo com a sua renda.

O profissional também tem os conhecimentos necessários para orientá-lo em relação à documentação necessária para realizar o financiamento.

Pretende comprar um imóvel usado?

Neste caso, existe a opção de procurar diretamente as instituições financeiras que fazem o financiamento pelo programa.

Os sites da Caixa e o Banco do Brasil disponibilizam informações que você pode saber mais sobre o assunto e ainda fazer simulações.

As agências físicas estão funcionando normalmente, mas para evitar aglomerações, entre em contato por meio dos canais digitais dos bancos para saber mais sobre o atendimento durante a quarentena.

Fonte: Estadão