Como preparar mel de alho para combater doenças respiratórias

Como preparar mel de alho para combater doenças respiratórias
Como preparar mel de alho para combater doenças respiratórias. Reprodução

Como preparar mel de alho para combater doenças respiratórias

Segundo a crença popular, o mel de alho é um remédio caseiro com propriedades antibacterianas que pode ajudar a aliviar alguns desconfortos e combater doenças respiratórias e, especificamente, aquelas de origem bacteriana e comuns nas estações mais frias do ano.

A seguir contaremos mais sobre suas contribuições para a saúde e outras informações de interesse, além da receita para prepará-lo em casa.

+Bebida curativa com gengibre, canela, cúrcuma, óleo de coco e mel

Dor de garganta, o que fazer?

Se você tem dor de garganta, desconforto ao engolir saliva e alimentos, é melhor consultar o seu médico ou, caso contrário, um farmacêutico de confiança.

Depois de saber a origem da dor de garganta, deve-se seguir as instruções que os profissionais lhe deram e, ao mesmo tempo, cuidar do seu estilo de vida: alimente-se bem, aumente o consumo de frutas frescas, naturais e beba bastante. Água.

+Dor no couro cabeludo? Veja as causas e a quem recorrer

Além disso, se o seu médico autorizar, você pode considerar o recurso a certos “remédios da avó”, como o mel de alho.

Por que mel e alho?

Como mencionamos no início, tanto o mel quanto o alho têm propriedades antibacterianas e antiinflamatórias. Por este motivo, considera-se que, misturando-os na mesma preparação, pode ser obtido um remédio adequado para tratar e aliviar as infecções da garganta .

Cumpre esclarecer que, embora essas propriedades lhe sejam atribuídas, isso não significa que as possuam. Na verdade, várias investigações foram realizadas e todos concordam que o mel tem potencial devido ao seu conteúdo antioxidante , sob certas condições , mas não é um remédio infalível, muito menos contra bactérias.

+Como preparar bolos caseiros mais saudáveis e no micro-ondas

Por sua vez, o alho é um alimento que, devido ao seu teor de alicina, tem sido superestimado. Felizmente, os mitos e verdades que cercam o alho já foram publicados .

Segundo dados da Fundação Espanhola de Nutrição (FEN):

O alho é um alimento que contém proteínas , iodo, fósforo, potássio, vitamina B6 e compostos de enxofre (entre os mais famosos: alicina).

+Salário-maternidade: saiba como solicitar este benefício

Na esfera popular, costuma-se dizer que, para obter todos os seus benefícios, é melhor consumi-lo fresco e cru. Porém, as contribuições que o consumo de dentes de alho pode proporcionar, mesmo que diariamente, não são significativas para proporcionar benefícios específicos.

O mel é um alimento que contém antioxidantes , açúcares, aminoácidos, taninos, glicose e alcalóides.

É um alimento natural muito nutritivo que oferece diversas possibilidades terapêuticas.
Embora geralmente seja combinado com limão e gengibre, também tem sido combinado com alho para o mesmo tipo de finalidade: para aliviar dores de garganta.

+Dez óleos essenciais que você deve conhecer e aproveitar

Receita de mel de alho

Ingredientes

3 cabeças de alho frescas.

1 xícara de mel orgânico (335 g).

+Óleo de abacate: como e por que incluí-lo em sua rotina de beleza

Processo

Corte os dentes de alho em várias rodelas ou pedaços e coloque-os no frasco de vidro.

Adicione o mel sobre o alho partido e leve a mistura para um local fresco e escuro.

Deixe marinar por uma semana e inicie o consumo.

Quando deve ser consumido?

Segundo a crença popular, seria aconselhável o consumo desse remédio em caso de: gripe, tosse seca, resfriado, dor de garganta e congestão do trato respiratório.

+Infusão de gengibre com limão: propriedades e benefícios

Embora os nutrientes do alho e do mel não sejam comprovadamente eficazes no combate às bactérias, está claro que a textura do mel do alho pode ajudar a acalmar a garganta e aliviar o desconforto. Portanto, não cura a infecção, mas pode contribuir para o alívio.

Nunca substitua o tratamento prescrito pelo médico por este remédio e, por outro lado, se decidir consumi-lo, procure manter a moderação para evitar a ingestão excessiva de calorias. Não esqueça que, embora seja delicioso, o mel é um alimento muito calórico.

Atenção! As sugestões postadas em nossa página não substituem de forma alguma a opinião de um profissional médico. Antes de colocar em prática qualquer um dos nossos conselhos, é aconselhável pedir a opinião de um especialista.

PODE LHE INTERESSAR