Cinco Salmos Bíblicos poderosos capazes de restaurar a saúde através da fé

Autor: Charles Fábion

Publicada em


Cinco Salmos bíblicos poderosos capazes de restaurar a saúde através da fé
Cinco Salmos Bíblicos poderosos capazes de restaurar a saúde através da fé – Shutterstock

Cinco Salmos Bíblicos poderosos capazes de restaurar a saúde através da fé. O mundo está enfrentando um momento extremamente complicado e difícil envolvendo à saúde. Com essa grave pandemia do Coronavírus, conhecido também como Covid-19, é essencial estarmos atento ao próprio corpo, cuidar muito da saúde, higiene e acompanhar atentamente os sintomas.

Se caso perceber alguma alteração como febre e falta de ar, é indispensável buscar por ajuda médica – especialmente quando estamos falando sobre grupos de risco, como pessoas com a imunidade baixa, com problemas de respiratórios ou idosos.

Mas, mesmo que tudo esteja “rodando” em torno de nossa saúde, é importante colocarmos a fé em nossas vidas diariamente, pois quando usada junto aos métodos medicinais, impulsa a cura de qualquer tipo de doença.

Veja também:

Logicamente que, ninguém gosta de ficar doente, por isso reunimos uma maneira de recorrer à fé para revigorar a saúde, pois esses versos acalmam, permitem que a mente e o corpo absorvam melhor os tratamentos e atraem energias positivas.

Para ajudar a população nesse momento tão delicado, reunimos alguns salmos para cura e que são capazes de te auxiliar a cuidar da sua saúde física e emocional.

Salmos 6

“Senhor, não me represente na tua ira, nem me castigue no teu furor. Tem misericórdia de mim, Senhor, porque sou fraco; sara-me, senhor, porque os meus ossos estão perturbados. 

Até a minha alma está perturbada; mas tu, senhor, até quando? Volta-te, Senhor, livra a minha alma; salva-me por tua benignidade. Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará? 

Já estou cansado do meu gemido, toda a noite faz nadar na minha cama; molho ou meu leito com minhas lágrimas, já que meus olhos estão consumidos pela magia, e sofrem com a causa de todos os meus inimigos.

Aparecer-vos de mim todos os que praticam iniquidade; porque o Senhor já ouviu a voz do meu pranto. O Senhor já ouviu a minha súplica; o Senhor aceita a minha oração.

Envergonhem-se e perturbem-se todos os meus inimigos; tornem atrás e envergonhem-se num momento”.

Salmo 23

“O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. 

Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias.”

Salmo 84

“Quão amáveis são os teus tabernáculos, Senhor dos exércitos! A minha alma está desejosa, e desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo. Até o pardal encontrou casa, e a andorinha ninho para si, onde ponha seus filhos, até mesmo nos teus altares, Senhor dos exércitos, Rei meu e Deus meu.

Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvar-te-ão continuamente (Selá). Bem-aventurado o homem cuja força está em ti, em cujo coração estão os caminhos aplanados. Que, passando pelo vale de Baca, faz dele uma fonte; a chuva também enche os tanques. Vão indo de força em força; cada um deles em Sião aparece perante Deus.

Senhor Deus dos exércitos, escuta a minha oração; inclina os ouvidos, ó Deus de Jacó! (Selá). Olha, ó Deus, escudo nosso, e contempla o rosto do teu ungido. Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus a habitar nas tendas dos ímpios.

Porque o Senhor Deus é um sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não retirará bem algum aos que andam na retidão. Senhor dos exércitos, bem-aventurado o homem que em ti põe a sua confiança.”

Salmo 130

“Das profundezas a ti clamo, ó Senhor. Senhor, escuta a minha voz; sejam os teus ouvidos atentos à voz das minhas súplicas. Se tu, Senhor, observares as iniquidades, Senhor, quem subsistirá? Mas contigo está o perdão, para que sejas temido. Aguardo ao Senhor; a minha alma o aguarda, e espero na tua palavra. A minha alma anseia pelo Senhor, mais do que os guardas pela manhã, mais do que aqueles que guardam pela manhã. Espere Israel no Senhor, porque no Senhor há misericórdia e nele há abundante redenção. E ele remirá a Israel de todas as suas iniquidades.”

Salmo 109

“O Deus do meu louvor, não te cales. Pois a boca do ímpio e a boca do enganador estão abertas contra mim. Têm falado contra mim com uma língua mentirosa. Eles me cercaram com palavras odiosas, e pelejaram contra mim sem causa. 

Em recompensa do meu amor são meus adversários; mas eu faço oração. E me deram mal pelo bem, e ódio pelo meu amor. Põe sobre ele um ímpio, e Satanás esteja à sua direita. Quando for julgado, saia condenado; e a sua oração se lhe torne em pecado.

Sejam poucos os seus dias, e outro tome o seu ofício. Sejam órfãos os seus filhos, e viúva sua mulher. Sejam vagabundos e pedintes os seus filhos, e busquem pão fora dos seus lugares desolados. Lance o credor mão de tudo quanto tenha, e despojem os estranhos o seu trabalho. Não haja ninguém que se compadeça dele, nem haja quem favoreça os seus órfãos. 

Desapareça a sua posteridade, o seu nome seja apagado na seguinte geração. Esteja na memória do Senhor a iniquidade de seus pais, e não se apague o pecado de sua mãe. Antes estejam sempre perante o Senhor, para que faça desaparecer a sua memória da terra. 

Porquanto não se lembrou de fazer misericórdia; antes perseguiu ao homem aflito e ao necessitado, para que pudesse até matar o quebrantado de coração.Visto que amou a maldição, ela lhe sobrevenha, e assim como não desejou a bênção, ela se afaste dele. 

Assim como se vestiu de maldição, como sua roupa, assim penetre ela nas suas entranhas, como água, e em seus ossos como azeite. Seja para ele como a roupa que o cobre, e como cinto que o cinja sempre. Seja este o galardão dos meus contrários, da parte do Senhor, e dos que falam mal contra a minha alma. Mas tu, ó Deus o Senhor, trata comigo por amor do teu nome, porque a tua misericórdia é boa, livra-me. Pois estou aflito e necessitado, e o meu coração está ferido dentro de mim. 

Vou-me como a sombra que declina; sou sacudido como o gafanhoto. De jejuar estão enfraquecidos os meus joelhos, e a minha carne emagrece. E ainda lhes sou opróbrio; quando me contemplam, movem as cabeças. Ajuda-me, ó Senhor meu Deus, salva-me segundo a tua misericórdia.

Para que saibam que esta é a tua mão, e que tu, Senhor, o fizeste. Amaldiçoem eles, mas abençoa tu; quando se levantarem fiquem confundidos; e alegre-se o teu servo. Vistam-se os meus adversários de vergonha, e cubram-se com a sua própria confusão como com uma capa. Louvarei grandemente ao Senhor com a minha boca; louvá-lo-ei entre a multidão. Pois se porá à direita do pobre, para o livrar dos que condenam a sua alma.”

Fonte: João Bidu