Casa própria: Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança

Casa própria: Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança
Casa própria: Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança – Foto: Reprodução

Casa própria: Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança.

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira (16/09) uma redução na taxa de juros do crédito imobiliário. Os detalhes foram anunciados em um evento para o setor de construção civil realizado na sede do banco, em Brasília.

>>Veja quais serão os produtos que serão leiloados pelos Correios

A redução dos juros ocorre em uma modalidade específica de financiamento habitacional, o crédito Poupança Caixa. A Caixa oferece atualmente quatro modalidades de financiamento da casa própria: crédito com taxa fixa de juros, crédito com correção pela Taxa Referencial (TR), financiamento corrigido pela inflação (IPCA) e o crédito Poupança Caixa, em que a taxa de juros tem uma parte fixa, definida pelo banco, e outra variável, que corresponde à remuneração da poupança.

>>Seleção de emprego: empresa oferece mais de 600 vagas para Call Center

É justamente na taxa fixa cobrada pelo banco que houve redução de 3,35% ao ano (a.a.) para 2,95% a.a. Com isso, o crédito Poupança Caixa passa a ser 2,95% a.a + rendimento da poupança. Variável, o rendimento da poupança corresponde a 70% da Taxa Selic, a taxa básica de juros, atualmente em 5,25%. Na prática, o crédito nessa modalidade terá correção de 6,62% a.a., se considerarmos o valor da Selic vigente no momento.

A partir de 4 de outubro, já será possível realizar as simulações com as novas condições da linha de crédito imobiliário Poupança Caixa, tanto pelo aplicativo Habitação Caixa ou diretamente no site do banco. As contratações começam no dia 18 do mesmo mês.

>>INSS: milhões de aposentados ainda não fizeram Prova de Vida

Atualmente, a carteira de crédito habitacional da Caixa soma um volume R$ 534,6 bilhões, com 5,8 milhões de contratos, o que representa 67,3% de todo o financiamento imobiliário concedido no país.

Fonte: Agência Brasil

PODE LHE INTERESSAR