Campanha pretende arrecadar 2 milhões de cestas básicas

Proposta limita os preços da cesta básica durante a pandemia

Campanha pretende arrecadar 2 milhões de cestas básicas.

Uma pesquisa da Central Única das Favelas (Cufa) mostrou que várias pessoas que vivem em comunidades carentes no Brasil tiveram piora em sua alimentação em 2021 em decorrência da pandemia de covid-19.

>>Cerca de 45,6 milhões começam a receber nova rodada do Auxílio Emergencial

Segundo a pesquisa, 68% das pessoas entrevistadas afirmaram que, em um período de duas semanas, faltou dinheiro para comprar comida em, pelo menos, um dia.

Para aliviar essa situação, a Cufa se uniu às organizações não governamentais (ONGs) Gerando Falcões e Frente Nacional Antifascista e à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para promover a campanha Panela Cheia.

>>Feira de recrutamento oferece oportunidades para universitários

A campanha está recebendo recursos para comprar cestas básicas para as famílias mais afetadas pela fome. A meta é garantir a compra de 2 milhões de cestas, que serão distribuídas em todo o país.

Para fazer sua doação, basta acessar o site da campanha, escolher a ONG que receberá o dinheiro e o valor a ser doado. Empresas também podem contribuir diretamente com a entrega de itens de necessidade básica.

>>Imposto de Renda: menos de um terço dos contribuintes enviou declaração

Fonte: Agência Brasil

PODE LHE INTERESSAR