Calendário de pagamentos do Vale-Gás é confirmado

Calendário de pagamentos do Vale-Gás é confirmado
Calendário de pagamentos do Vale-Gás é confirmado

Vale-gás: calendário de pagamentos é confirmado; Veja quando começa.

Na última segunda-feira, 22, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou o projeto de lei que cria o auxílio-gás, medida destinada a famílias carentes inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), cuja renda mensal per capita é menor ou igual a R$ 550, ou que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

>>Entenda como funciona o Vale-Gás e quem terá direito ao auxílio

O auxílio-gás vai repassar às famílias beneficiadas, a cada dois meses, uma quantia correspondente a 50% da média do preço nacional do botijão de 13 kg de GLP. Atualmente na faixa dos R$ 100, a parcela do novo programa deve chegar a R$ 50. A medida é vista como essencial, principalmente com o valor do gás de cozinha, que puxa a inflação para cima.

De acordo com texto publicado no Diário Oficial da União, o repasse do benefício será feito preferencialmente à mulher responsável pela família. Além disso, o auxílio será concedido com prioridade às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob medidas protetivas de urgência.

>>Saiba quem recebe o pagamento do Auxílio Brasil primeiro; veja calendário

Calendário do auxílio-gás é confirmado

O Ministério da Cidadania confirmou que o primeiro pagamento do auxílio-gás deve acontecer já no próximo mês, a partir de dezembro. Com o início dos repasses, o calendário de liberações pode sair em breve. O valor deverá ser pago nos mesmos moldes do Auxílio Brasil.

Os recursos da primeira parcela virão de um fundo da própria pasta da Cidadania, com um montante inicial de R$ 300 milhões para o vale-gás. A princípio, o valor conseguirá atender uma parcela de 5,8 milhões de brasileiros. O número, vale destacar, é bem abaixo da quantidade de pessoas que estão recebendo o Auxílio Brasil atualmente, cerca de 14,6 milhões.

>>Veja o que muda nas regras para Aposentadoria do INSS

No entanto, a expectativa é que para o ano de 2022, o orçamento cresça e mais pessoas sejam atendidas pela medida, que prevê beneficiar 24 milhões.

Fonte: Capitalist

PODE LHE INTERESSAR