Calendário de pagamento do 13° salário do Bolsa Família

© rafapress / Shutterstock

O governo de Pernambuco divulgou na última terça-feira (26), o calendário completo de pagamento da 13ª parcela do salário do programa Bolsa Família. A divulgação ocorreu durante uma cerimônia realizada no Palácio do Campo das Princesas, transmitido pela internet.

>>Bolsa Atleta recebe 1.050 inscrições no primeiro dia do novo sistema on-line

De acordo com o cronograma do programa estadual, os pagamentos darão início no dia 11 de fevereiro e ocorrerão também nos meses de março e abril, de acordo com a data de aniversário do beneficiário. A perspectiva é de que R$ 154 milhões sejam injetados na economia do estado. Cerca de 1,1 milhão de famílias serão beneficiadas com o pagamento do 13° salário.

Ainda segundo informações do governo pernambucano, no ano passado, o programa disponibilizou cerca de R$154,6 milhões para 1.190.295 famílias, que receberam as parcelas extras também em três etapas.

>>Segundo período do defeso do caranguejo-uçá começa amanhã

“O 13º do Bolsa Família de Pernambuco é uma contribuição para buscar efetivamente dar uma renda extra à população mais pobre do nosso estado. Diferentemente do programa do governo federal, que só durou um ano, aqui, entendemos a importância da manutenção desse programa, principalmente em um ano de pandemia, em que as pessoas tiveram que fazer restrições severas”, afirmou Paulo.

Câmara ainda enfatizou que o abono extra será pago aos moradores de todos os municípios de Pernambuco.

>>ENEM 2020: Inep divulga gabaritos e cadernos de questões; confira

Todos os inscritos no Bolsa Família, que tenham recebido ao menos seis meses do benefício de fevereiro de 2020 a janeiro de 2021 receberão o 13º. “Não podemos deixar que as políticas de assistência diminuam”, pontuou.

Confira a seguir o calendário completo;

Sobre o Bolsa Família

Criado em 2013, o Bolsa Família é um programa da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc), que contribui para o combate à pobreza e à desigualdade no Brasil. Ele possui três eixos principais: complemento da renda; acesso a direitos; e articulação com outras ações a fim de estimular o desenvolvimento das famílias.

>>Bolsa Família, Renda Brasil ou auxílio: qual desses permanece em 2021?

A gestão do Bolsa Família é descentralizada, ou seja, tanto a União, quanto os estados, o Distrito Federal e os municípios têm atribuições em sua execução. Em nível federal, o Ministério da Cidadania é o responsável pelo Programa, e a Caixa Econômica Federal é o agente que executa os pagamentos.

PODE LHE INTERESSAR