Caixa afirma que 10 milhões de pessoas ainda esperam 1ª parcela do auxílio

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, são pessoas que, em sua maioria, tiveram que refazer o cadastro mais de uma vez.

Autor:

Publicada em


Caixa afirma que 10 milhões de pessoas ainda esperam 1ª parcela do auxílio
Caixa afirma que 10 milhões de pessoas ainda esperam 1ª parcela do auxílio – Foto: PILAR OLIVARES / REUTERS

Caixa afirma que 10 milhões de pessoas ainda esperam 1ª parcela do auxílio emergencial.

A Caixa Econômica Federal informou que 10 milhões de trabalhadores ainda aguardam na fila a aprovação da primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, são pessoas que tiveram de refazer o cadastro no aplicativo do banco pela segunda e terceira vez devido à inconsistência nos dados ou irregularidades no CPF, decorrentes de questões eleitorais, por exemplo.

Ao ser indagado sobre a demora na aprovação dos requerimentos, Guimarães reiterou que cabe à Dataprev fazer o cruzamento de dados e o Ministério da Cidadania autorizar o pagamento. Segundo ele, dos 101,2 milhões de cadastrados finalizados no sistema da Caixa, cerca de 60 milhões foram aprovados e 30 milhões foram recusados.

Veja também: Caixa paga auxílio emergencial de R$ 600 para quase 7 milhões de cidadãos

“Aqueles que estão em análise, 10% do volume do total, é uma resposta que nós não podemos dar porque quem realiza toda análise é a Dataprev e o Ministério da Cidadania. Mas de novo, dos 100 milhões de brasileiros, mais de 90% tiveram uma resposta definitiva; seja a grande maioria que recebeu o benefício, seja vários que não podem receber, como por exemplo, ganharam mais de R$ 28 mil em 2018. Então, não tem o que fazer”, disse Guimarães em uma transmissão na rede social.

Ele informou que tem percebido dúvidas de pessoas que estavam empregadas e perderam o emprego desde 2 de abril. Caso se enquadrarem nos requisitos da lei, elas têm direito ao benefício, explicou, mas terão que esperar por mais tempo:

“Essas pessoas vão receber o seu benefício; mas o que pode acontecer é algum tipo de espera para que a Receita valide essa nova situação de desemprego. O importante é que até o dia 03 de julho, nós iremos continuar cadastrando e encaminhando os dados para validação da Dataprev. Todas as pessoas que se cadastrarem até essa data terão a possibilidade de receber as três parcelas.”

Novos pagamentos

Nesta terça-feira, a Caixa iniciou uma nova rodada de pagamento da primeira parcela do auxílio para 8,3 milhões de pessoas aprovadas no último lote da Dataprev, conforme o mês de nascimento. O cronograma da segunda parcela também está em execução e começou pelos beneficiários do Bolsa Família.

Fonte: O Globo