Cadastro Único: atualize sua inscrição e tenha acesso a muitos benefícios

Foto: reprodução

A inscrição no Cadastro Único (CadÙnico) é a porta direta para diversos benefícios de programas do Governo Federal. No entanto, para ter direito, o beneficiário deve fazer atualização de seus dados para garantir a manutenção em programas e aproveitamento de suas vantagens. As inscrições devem ser realizadas através dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do seu município.

>>Imposto de Renda: separe esses documentos para fazer a declaração

Como fazer a inscrição no Cadastro Único?

Para se inscrever no CadÚnico, o cidadão deve se dirigira a um Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do seu município e atender a  alguns requisitos, como pertencer a famílias:

  • Que ganham até meio salário mínimo por pessoa; ou
  • Que ganham até 3 salários mínimos de renda mensal ​tota​l.

Desta família, será escolhido um representante. Fica sob a responsabilidade deste se dirigir ao Cras e manter o cadastro de todos atualizados.

>>Caixa Tem: conheça as funcionalidades e novidades do aplicativo; veja lista

Dessa forma, é importante que:

  • O responsável faça parte da família, more na mesma casa e tenha pelo menos 16 anos
  • Para o responsável pela família, de preferência uma mulher, é necessário o CPF ou Título de Eleitor
  • Exceção: no caso de responsável por famílias indígenas e quilombolas, pode ser apresentado qualquer documentação

Ao chegar no Cras, o membro que representa a família deve ter em mãos uma série de documentos de cada integrante que compõe a família, que são:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.

Informações como nascimento de um novo membro da família, mudança de endereço ou trabalho, aumento da renda, adoção ou falecimento devem ser imediatamente informadas ao Cras para atualização dos dados.

>>ViaBahia inicia amanhã intervenções em viadutos; veja cronograma

Vale lembrar que essa etapa também é de responsabilidade do representante da casa.

Alguns programas e benefícios sociais que utilizam o Cadastro Único como base para seleção das famílias são:

  • ​​Programa Bolsa Família
  •  Programa Minha Casa, Minha Vida
  •  Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental
  •  Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​
  •  Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
  • Carteira do Idoso;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Telefone Popular;
  • Carta Social;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos.

O Cadastro Único permite que o governo identifique as famílias de baixa renda, conhecendo melhor a realidade socioeconômica dessa população. Nele são registradas informações como escolaridade, situação de trabalho e renda, características da residência, entre outras.

 

PODE LHE INTERESSAR