Bolsa Família: Ministro confirma que 185 mil famílias ingressam no cadastro

Bolsa Família: Ministro confirma que 185 mil famílias ingressam no cadastro
Bolsa Família: Ministro confirma que 185 mil famílias ingressam no cadastro – Reprodução

Bolsa Família: Ministro confirma que 185 mil famílias ingressam no cadastro. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, participou nesta quinta-feira (20.02) da transmissão de vídeo semanal do presidente Jair Bolsonaro, ao vivo, no Facebook.

Veja também: Bolsa Família: Entenda o aumento do benefício previsto pela reforma

O ministro destacou os avanços do Bolsa Família a partir do início do governo Bolsonaro e o ingresso de novas famílias no cadastro do programa.

“Graças ao nosso trabalho de aperfeiçoamento do acompanhamento da evolução das pessoas que recebem o benefício, temos novas 185 mil famílias que ingressam a partir de hoje no cadastro, por conta de famílias que se emanciparam, foram para uma condição melhor e não dependem mais do programa”, anunciou o ministro.

Confira a íntegra da live do presidente Jair Bolsonaro

Décimo terceiro

Onyx Lorenzoni lembrou que o governo de Jair Bolsonaro fez no ano passado o maior pagamento para as famílias carentes brasileiras desde a criação do Bolsa Família: “Foram R$ 32,5 bilhões, graças à decisão do presidente de pagar o 13º salário pela primeira vez na história do programa”.

Jair Bolsonaro ressaltou o fato de que famílias melhoraram sua condição financeira; permitindo a entrada de novas pessoas no cadastro: “O bom programa social é aquele em que sai mais do que entra”.

Sobre o Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa do governo federal que atende famílias em condições de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89 por pessoa ou cuja renda per capita esteja entre R$ 89,01 e R$ 178, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, como contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação. Atualmente, o programa atende mais de 13,2 milhões de famílias, com cerca de R$ 2,5 bilhões por mês.

PODE LHE INTERESSAR