Bolsa Família encerra o Ciclo 5 de pagamentos do Auxílio Emergencial

Bolsa Família encerra o Ciclo 5 de pagamentos do Auxílio Emergencial
Bolsa Família encerra o Ciclo 5 de pagamentos do Auxílio Emergencial

Bolsa Família encerra o Ciclo 5 de pagamentos do Auxílio Emergencial.

O Auxílio Emergencial chegou a 29 milhões de lares brasileiros em outubro, ou 42,2% do total, como aponta a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Covid-19, divulgada nesta terça-feira (01.12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

>>Saiba quem tem direito ao Bolsa Família e como solicitar o benefício

As regiões Norte e Nordeste seguem como as de maiores percentuais de residências recebendo o benefício: 58,4% e 56,9%, respectivamente.

O ministro da Cidadania destacou a importância do Auxílio Emergencial para a população mais vulnerável e ponderou que com a retomada da economia essas pessoas vão necessitar cada vez menos do aporte governamental.

O índice manteve o mesmo patamar, mesmo com os novos critérios de elegibilidade para a extensão do Auxílio Emergencial. “Esse percentual ficou estável em todas as grandes regiões. Entre os estados, o Amapá foi o estado com maior proporção, seguido do Maranhão e do Pará”, informou Maria Lúcia, coordenadora da pesquisa.

>>Caixa libera dinheiro para novo grupo do Auxílio Emergencial

Estados

Os 16 estados do Norte e Nordeste seguem liderando a lista de Unidades da Federação com maiores percentuais de domicílios beneficiados, todos acima dos 45%. Os cinco primeiros foram Amapá (68,6%), Pará (62,2%), Maranhão (61,4%), Alagoas (60,3%) e Acre (59,6%).

O valor médio do Auxílio foi de R$ 688 por residência em outubro. O Sul e o Norte tiveram as maiores médias, com R$ 725 em ambas as regiões. Em seguida vêm o Sudeste (R$ 718), o Centro-Oeste (R$ 687) e o Nordeste (R$ 634).

>>Confira o calendário de pagamento das últimas parcelas do auxílio emergencial

Bolsa Família encerra ciclo

Na segunda-feira (30/11), foi encerrado o Ciclo 5 de pagamento para os integrantes do Programa Bolsa Família (PBF). Em novembro, foram R$ 4,2 bilhões referentes à extensão do Auxílio Emergencial creditados a 15,9 milhões de pessoas cadastradas no PBF.

No mesmo dia, foram contemplados outros 3,5 milhões de cidadãos nascidos em junho, com R$ 1,3 bilhão, também referente ao penúltimo ciclo de transferências, que vai até o dia 12 de dezembro.

>>Descubram os 11 erros que atrasam a concessão de benefícios do INSS

Segundo a atualização da Caixa Econômica Federal, o Auxílio Emergencial foi pago a 67,8 milhões de pessoas, com um investimento do Governo Federal que supera R$ 265 bilhões.

PODE LHE INTERESSAR