BC divulga novas funcionalidades e diz que Pix será integrado a conta-salário

pix banco do brasil
© Agência Brasil

Na abertura da 12ª Reunião Plenária do Fórum Pix, o Banco Central (BC) divulgou as novidades que serão acrescentadas ao sistema de pagamentos instantâneos ao longo de 2021, como conta-salário e funções de saque, parcelamento e pagamentos recorrentes, e também falou sobre o sucesso do Pix desde seu lançamento, em novembro de 2020.

>>Brasil encerra 2020 com a criação de 142.690 empregos formais, aponta Caged

Na abertura do evento, realizado online, João Manoel Pinho de Mello, diretor de organização do sistema dfinanceiro e de resolução do BC, falou sobre o sucesso do Pix: “O Pix está sendo um verdadeiro sucesso, superando bastante as nossas expectativas. O Pix já é uma alternativa efetiva de uso, especialmente nos casos de transferência. A quantidade de Pix em janeiro já ultrapassou a quantidade de TEDs e DOCs somados, em apenas pouco mais de dois meses em operação plena”.

O Fórum Pix é um ambiente que reúne representantes de instituições financeiras e de pagamentos, consumidores e o próprio Banco Central, e visa discutir e coordenar os agentes de mercado e subsidiar o BC no papel de de definidor das regras de funcionamento do ecossistema de pagamentos instantâneos.

>>Começa hoje o segundo período do defeso do caranguejo-uçá

João Manoel também falou sobre as novas funcionalidades do Pix que deverão ser lançadas ainda em 2021. O primeiro deles é permitir movimentações com o Pix em contas-salário.

A segunda novidade anunciada é a integração dos aplicativos dos participantes do sistema Pix com a agenda de contatos dos consumidores, para que encontrem contatos que utilizam o Pix de forma muito mais simples e ágil. Isso significa que, ao entrar no Pix pelo aplicativo do seu banco ou fintech, você poderá ver todas as pessoas da sua lista de contatos que têm chave cadastrada no sistema de pagamentos instantâneos e, com apenas um clique, fazer uma transferência.

>>ENEM 2020: Inep divulga gabaritos e cadernos de questões; confira

Outra novidade anunciada na reunião é a criação de um mecanismo de devolução de recursos pelo prestador de serviço de pagamentos do receber de um Pix em caso de fundada suspeita de golpe ou falha operacional nos sistemas das instituições participantes: “É mais uma inovação que será agregada às regras do Pix e proverá proteção adicional para os usuários, para confirmar o Pix como um dos meios de pagamento mais seguros que existem”, disse João Manoel.

Se já estivesse disponível, a função poderia ter sido utilizada pelo banco Itaú no caso que em que o sistema do banco cometeu uma falha que duplicou transações e transferiu quase 1 milhão de reais indevidamente.

O diretor do BC também garantiu que o Pix terá, ainda em 2021, as funcionalidades Saque Pix, que permitirá sacar dinheiro no comércio; Pix por Aproximação, para pagamento sem contato, pelo celular, via NFC; Pix Garantido, que vai permitir o pagamento de compras parceladas pelo sistema; e Pix Débito Automático, que possibilitará os pagamentos recorrentes, como assinaturas.

>>Últimos dias para solicitar renegociação de débitos do Fies

Ele também citou o Iniciador de pagamentos do Pix, que vai permitir que quaisquer instituições atuem como um intermediador de transações, o que pode possibilitar a criação de sistemas como o WhatsApp Pay, barrado pelo BC no ano passado. A figura do iniciador de pagamentos também é prevista pelo projeto de implementação do Open Banking, que será iniciado pelo BC em fevereiro.

As funções de Pix Garantido e Pix automático, disse João Manoel, ficarão para o segundo semestre, o que indica a possibilidade do lançamento das demais funcionalidades ainda no primeiro semestre de 2021. Os representantes do BC, entretanto, não confirmaram datas de lançamento de nenhuma das novidades.

Fonte: Exame

PODE LHE INTERESSAR