Auxílio Emergencial terá 3 novas parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300

Autor: Jerffeson Leo

Publicada em


Auxílio emergencial terá 3 novas parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300
Auxílio Emergencial terá 3 novas parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300

 

Auxílio Emergencial terá 3 novas parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300.

O presidente Jair Bolsonaro bateu o martelo nesta quinta-feira (25/06) e definiu o valor das novas parcelas do Auxílio Emergencial.

Durante uma live, ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro afirmou que o governo irá prorrogar o pagamento do Auxílio Emergencial por mais três meses.

++Saiba até quando é possível se inscrever no Auxílio Emergencial

Qual será o valor?

O presidente disse que os novos valores serão decrescentes com parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, totalizando R$ 1.200. Ou seja, a quarta parcela será de R$ 500, a quinta R$ 400 e sexta R$ 300, conforme escala abaixo:

  • 4ª parcela: R$ 500
  • 5ª parcela: R$ 400
  • 6ª parcela: R$ 300

“O Auxílio Emergencial vai partir para uma adequação. Serão, com toda certeza, R$ 1.200, em três parcelas. Deve ser, estamos estudando, R$ 500, R$ 400 e R$ 300”, afirmou, em transmissão ao vivo nas redes sociais.

++Decreto altera Cadastro Único para novo grupo ter direito ao auxílio

Como será a terceira parcela?

Hoje, o benefício pago a trabalhadores informais é de R$ 600. Inicialmente, o programa tinha previsão de durar três meses.

A gravidade da crise, no entanto, fez com que o governo precisasse planejar uma extensão dos pagamentos.

++Governo desiste de fazer coletiva para divulgar calendário da 3ª parcela do Auxílio Emergencial

De acordo com um interlocutor do ministro da Economia, a extensão teria um custo de aproximadamente R$ 100 bilhões. Cada pagamento de R$ 600 custa aos cofres públicos R$ 51 bilhões.

Portanto, a prorrogação do Auxílio Emergencial com novos valores depende de aprovação no Congresso. Inicialmente, a equipe econômica chegou a bater o martelo e decidir pela extensão do benefício por meio de duas parcelas de R$ 300.

++Calendário da terceira parcela do Auxílio Emergencial deve ser liberado hoje

Mas o plano, no entanto, mudou. Nos últimos dias, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem defendido uma extensão mais abrangente do programa, com a prorrogação por três meses do valor integral do benefício.

A nova proposta seria, portanto, uma mudança de planos do governo, diante de pressões por um plano mais abrangente de auxílio aos vulneráveis.