Auxílio emergencial é pago a 1,6 milhão de pessoas nesta quarta

Auxílio emergencial é pago a 1,6 milhão de pessoas nesta quarta
Auxílio emergencial é pago a 1,6 milhão de pessoas nesta quarta – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Auxílio emergencial é pago a 1,6 milhão de pessoas nesta quarta. A Caixa Econômica Federal paga hoje (15) o auxílio emergencial de R$ 600 a 1,6 milhão de pessoas, nascidas em fevereiro, março e abril, por meio de poupança digital.

Esse grupo reúne trabalhadores informais e mães solteiras que estavam com as informações em dia no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) em 20 de março e que não fazem parte do Bolsa Família. No caso das mães solteiras, o auxílio é de R$ 1.200.

Então, amanhã (16), será a vez do crédito pela poupança digital para mais 2,2 milhões de pessoas nascidas em maio, junho, julho e agosto. Sexta-feira (17) será feito o crédito para 1,95 milhão de pessoas nascidas em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Assim, a Caixa informou que até as 18h de ontem, 35,5 milhões de cadastros foram finalizados. Já foram creditados R$ 2,1 bilhões a 3,3 milhões de pessoas.

Saque em dinheiro

O auxílio emergencial começará a ser sacado em dinheiro no próximo dia 27. Os saques ocorrerão conforme o mês de nascimento do beneficiário.

Portanto, as retiradas ocorrerão no dia 27 para os nascidos em janeiro e fevereiro, no dia 28 para os nascidos em março e abril, 29 para os nascidos em maio e junho, 30 para os nascidos em julho e agosto.

Em maio, será a vez de os nascidos em setembro e outubro sacarem o benefício no dia 4; e os nascidos em novembro e dezembro, no dia 5.

Assim, o dinheiro poderá ser retirado sem a necessidade de cartão em casas lotéricas, caso elas estejam abertas, e em caixas eletrônicos.

A Caixa ressalta que não é necessário retirar o dinheiro porque o valor depositado na poupança digital pode ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, para pagamento de boletos e contas domésticas e para transferências ilimitadas para contas da Caixa, permitindo até transferências mensais gratuitas para outros bancos nos próximos 90 dias.

Agência Brasil

PODE LHE INTERESSAR