Auxílio Emergencial 2021: primeira parcela chega a inscritos do CadÚnico e Bolsa Família

Auxílio Emergencial 2021: primeira parcela chega a inscritos do CadÚnico e Bolsa Família
Auxílio Emergencial 2021: primeira parcela chega a inscritos do CadÚnico e Bolsa Família – Foto: Charles Fábion / N1

Auxílio Emergencial 2021: primeira parcela chega a inscritos do CadÚnico e Bolsa Família.

A primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 chegou a um total de 39,1 milhões de famílias. Os números levam em conta os inscritos no Cadastro Único, as pessoas contempladas via aplicativos e meios digitais e os beneficiários do Bolsa Família.

>>Trabalhadores nascidos em junho podem sacar auxílio emergencial

A estimativa é de que esse público represente 77,2 milhões de pessoas, ou 36,5% da população brasileira, projetando a contagem de elegíveis e o número de integrantes por família. Os dados são de uma plataforma atualizada pelo Ministério da Cidadania com informações da Secretaria Nacional do Cadastro Único e da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania.

João Roma, ministro da Cidadania

Dentro desse total de elegíveis, há 23,89 milhões de contemplados via aplicativos e meios digitais, 10,01 milhões do Bolsa Família e outros 5,27 milhões do Cadastro Único (exceto Bolsa Família). O valor total investido nos repasses para a primeira parcela totalizou R$ 8,9 bilhões. O orçamento total aprovado para o pagamento do Auxílio Emergencial 2021 pelo Congresso Nacional é de R$ 44 bilhões.

>>Caixa promove tira-dúvidas sobre Auxílio Emergencial; veja vídeo

A segunda parcela de repasses ao público dos aplicativos e meio digitais e do Cadastro Único terá início em 16 de maio. Nesta semana, continua ativo o calendário que permite saques em dinheiro dos recursos depositados da primeira parcela para o público de aplicativos e do Cadastro Único. Já foram contemplados os nascidos em janeiro, fevereiro, março, abril e maio. Nesta sexta-feira (07/05), será a vez dos nascidos em junho

Outro recurso recente para os contemplados é a possibilidade de transferências instantâneas entre bancos via Pix (exceto para contas de mesma titularidade do beneficiário).

Para o público do Bolsa Família, nada muda. Os contemplados com o Auxílio Emergencial recebem no cronograma habitual de repasses do benefício, que em maio tem início no dia 18.

>>Comissão discute pagamento do Auxílio Emergencial em 2021

O benefício é pago em quatro parcelas. O valor médio é de R$ 250, exceção às mulheres chefes de família monoparental (criam os filhos sozinhas), que recebem R$ 375, e os indivíduos que moram sozinhos (família unipessoal), que recebem R$ 150.

O modelo de escalonamento das transferências e saques, adotado no ano passado, segue sendo executado em 2021, com o objetivo de evitar filas e aglomerações nas agências da Caixa Econômica Federal e nas lotéricas.

PODE LHE INTERESSAR