Auxílio Brasil não terá fila de beneficiários, diz relator Marcelo Aro

Auxílio Brasil não terá fila de beneficiários, diz relator Marcelo Aro
Auxílio Brasil não terá fila de beneficiários, diz relator Marcelo Aro

Auxílio Brasil não terá fila de beneficiários, diz relator Marcelo Aro.

O relator na Câmara dos Deputados da medida provisória que criou o Auxílio Brasil, deputado Marcelo Aro (PP-MG), afirmou em coletiva de imprensa que o texto aprovado na Casa nesta quinta-feira (25/11) zera a fila de pessoas que aguardam para receber o benefício social.

>>Auxílio Brasil integrará estudantes à Bolsa de Iniciação Científica

O Auxílio Brasil substitui o Bolsa Família que, segundo Aro, conta com dois milhões de pessoas aptas para receber o benefício, mas estão em uma fila de espera. “No nosso projeto, a gente zera a fila. Então, automaticamente todo mudo que estava com demanda reprimida do Bolsa Família passa a receber o Auxílio Brasil imediatamente”, disse o deputado.

Aro também citou a mudança de faixas sociais. Atualmente, pessoas que recebem R$ 89. Enquanto na linha da pobreza estão pessoas que recebem R$ 178. A primeira foi elevada para R$ 105. A segunda, para R$ 178.

>>Lei Paulo Gustavo deve liberar quase R$ 4 bilhões para o setor cultural

“Nas minhas contas, hoje recebem o Bolsa Família algo em torno de 14 milhões de brasileiros. Zerando a fila e com a mudança de faixa, nós passaremos de 20 milhões de brasileiros contemplados neste programa social. Um grande avanço”, afirmou o parlamentar.

Deputado cita ex-senador petista sobre Renda Básica Cidadã

Marcelo Aro acrescentou uma frase no projeto que obriga o governo federal a dar passos para criar a Renda Básica Cidadã, proposta antiga que teve como defensor no Congresso Nacional o ex-senador Eduardo Suplicy (PT).

>>Calendário de pagamentos do Vale-Gás é confirmado

“Coloquei que o Auxílio Brasil é o primeiro passo para Renda Básica Cidadã no Brasil. Para quem acompanha o assunto, sabe que lá atrás o ex-senador Eduardo Suplicy apresentou a Renda Básica Cidadã. E eu estou resgatando isso nesta frase. Que agora o governo tem obrigação, através do Auxílio Brasil, implementar uma Renda Básica Cidadã para o cidadão que está em situação de vulnerabilidade”, disse Aro.

Fonte: O Tempo

PODE LHE INTERESSAR