Aprenda como cultivar ervas medicinais e culinárias em casa

Aprenda como cultivar ervas medicinais e culinárias em casa. Não é necessário muito para cultivar as próprias ervas – até pequenos vasinhos resultarão numa produção anual pequena, mas útil.

Muitas ervas medicinais são bastante versáteis e têm usos culinários, então, se não quiser usá-las como remédio, elas serão úteis em casa.

Aprenda como cultivar ervas medicinais e culinárias em casa
Aprenda como cultivar ervas medicinais e culinárias em casa – Foto: Reprodução / A Senhora do Monte

Criando um jardim de ervas

Ter um jardim de ervas em casa dá a oportunidade de usá-las logo após a colheita, o que pode ser importante quando se fazem preparações médicas.

O cultivo de ervas culinárias em um canteiro de flores ou em vasos na cozinha também as torna acessíveis e fáceis de cuidar, mas escolha um local longe de ruas movimentadas ou da garagem, para evitar a contaminação pela fumaça dos carros.

Veja também: Chá de erva-doce e receitas caseiras funcionam contra o coronavírus?

A identificação correta é essencial quando colhemos as plantas para fazer remédios naturais. Usar a erva errada pode, na melhor das hipóteses, tornar o remédio ineficaz, mas, na pior delas, levar ao envenenamento.

Se cultivar as próprias ervas, compre as sementes e as mudas de fornecedores confiáveis, de modo a sempre saber o que está plantando e usando. (Quando comprar as sementes, certifique-se sempre de que estão secas e livres de mofo.) Se retirar mudas de plantas de jardins de amigos, lembre-se de identificar corretamente a planta de origem.

Começando

Antes de começar a plantar, planeje o jardim de ervas com cuidado, levando em consideração a restrição de espaço, a condição do solo e a direção para a qual o jardim aponta.

A maioria das ervas prefere um local coberto e ensolarado, com o solo com boa drenagem, mas você deve escolher as ervas que se adaptam melhor ao seu jardim particular.

Para os locais quentes e voltados para o Norte, escolha as plantas que adoram sol, como tomilho, alecrim e camomila; cultive ervas como hortelã-pimenta e malvaísco se o solo retiver água.

Coloque as plantas altas como o verbasco e a ínula no fundo do canteiro e deixe as trepadeiras como o tomilho e a alquemila se espalharem pela frente.

Anuais

As ervas que pertencem a esse grupo produzem flores e sementes e morrem após o ciclo de vida de um ano. A maioria pode ser semeada direto no solo, da metade ao final da primavera.

As plantas anuais em geral não são altas e podem ser facilmente plantadas entre as perenes no jardim. A maioria tende a se autossemear.

Também são ótimas para ficar em vasos ou na janela, do lado de dentro da casa, pois muitas têm flores lindas. As plantas anuais de fácil cultivo são cravo-de-defunto e manjericão.

Leia também: Capim-limão: conheça 25 benefícios incríveis desta erva para a saúde

Bienais

Com um ciclo de vida de apenas dois anos, as plantas bienais produzem folhagem no primeiro ano e flores e sementes no segundo.

As ervas nessa categoria devem ser colhidas no segundo ano, logo antes de morrerem. Elas devem ser semeadas novamente no ano seguinte.

As plantas bienais podem ficar bem altas, fato que deve ser levado em consideração quando planejar um jardim de ervas. Entre as ervas mais populares desse grupo estão angélica e cominho.

Perenes

Essas ervas vicejarão por cerca de três a quatro anos antes de terem de ser divididas e replantadas em um novo local de modo a ter espaço suficiente para permanecerem saudáveis.

Algumas, como tomilho e sálvia, são plantas sempre-verdes, ou perenes, que mantêm as folhas durante os meses de inverno. Outras, como a matricária e a alquemila, morrem no inverno e produzem novo cultivo na primavera.

Apare as perenes sempre-verdes a cada outono para estimular o crescimento vigoroso no ano seguinte. As perenes atraentes que podem ser cultivadas no jardim incluem a betônica verdadeira, a ínula, o manjericão-santo e o junípero.

Leia também: Oito benefícios do chá de erva-cidreira para a saúde que talvez você não conheça

Planeje um jardim de ervas

  • Antes de plantar um jardim de ervas, considere o espaço disponível e tenha em mente os hábitos particulares de crescimento das plantas que você quer cultivar.
  • Delimite um espaço e marque as melhores áreas para cada uma das plantas escolhidas.
  • Identifique as áreas do jardim em que incide mais luz solar ou sombra, além daquelas secas e úmidas, e plante as ervas de acordo com essas condições.
  • Plante ervas que gostam de sombra como bergamota e hortelã-pimenta em áreas úmidas.
  • Plante ervas que gostam de sol como hissopo e lavanda em canteiros no jardim ou em vasos na parte externa, onde incidirá a luz solar na maior parte do dia.
  • Certifique-se de ter as ervas facilmente ao alcance se for usá-las com frequência.

Fonte: Seleções

 

PODE LHE INTERESSAR