Alopecia: conheça suas causas e diferentes tipos

Alopecia: conheça suas causas e diferentes tipos
Alopecia: conheça suas causas e diferentes tipos. © Freepik

Alopecia: conheça suas causas e diferentes tipos

Queda de cabelo, perda de densidade ou força e diminuição de volume, são alguns dos alertas que o nosso corpo nos dá para nos avisar que algo não está a funcionar bem. Levar esses sintomas a sério e ir a um especialista pode nos ajudar a combater a alopecia feminina.

+Descubra os benefícios das máscaras de abacate no rosto e no cabelo

Os tipos mais comuns de alopecia

Embora a alopecia afete ambos os sexos. No caso das mulheres, os efeitos são mais graves em consequência do estigma social que existe em torno desta doença. Existem vários tipos de queda de cabelo, sendo os mais comuns:

Androgenético: tem origem genética e as mulheres apresentam diminuição da densidade e aparecimento de áreas mais claras na cabeça.

+Fórmula do cabelão: esses ingredientes naturais irão turbinar seu cabelo

Cicatriz: provoca o enfraquecimento irreversível dos folículos capilares. E geralmente é consequência de outras doenças.

Difuso: trata-se da perda de volume do cabelo sem afetar uma área específica. Em um grau mais grave da doença, podemos experimentar perda total de cabelo.

+Máscaras de arroz para deixar seu cabelo mais liso, longo e brilhante

Androgênico: Sua produção vem dos desequilíbrios hormonais ou problemas que afetam os folículos capilares, o que diminui sua produção. Esta patologia é caracterizada por manter a área da franja intacta enquanto o resto da cabeça apresenta áreas calvas.

Areata: manifesta-se através de grandes carecas circulares. Embora suas causas sejam desconhecidas, as principais teorias apontam para um fator hereditário ou uma falha do sistema imunológico.

+Trate seus cabelos oleosos com argila, limão e banana

Causas da alopecia

A alopecia feminina pode frequentemente ocorrer em momentos de nossas vidas quando temos atividade hormonal incomum. A gravidez ou a menopausa são períodos em que somos mais sensíveis. Por si só, a incidência genética é uma das causas associadas à doença.

+O uso do vinagre de maçã para ter cabelos lindos

Além disso, existem fatores externos que podem nos tornar uma população de risco. A poluição, o estresse ou a manutenção de hábitos de vida pouco saudáveis ​​como uma dieta pobre ou rapé. Da mesma forma, uma higiene descuidada do cabelo ou o abuso de produtos para cabeleireiro.

+Aprenda a fazer máscara de aloe vera com mel para combater sinais de envelhecimento

Consequências

O fato de ser uma doença com reflexo externo está associada a uma série de problemas psicológicos. É normal que no caso do seu estado vivamos perda de autoestima, insegurança, ansiedade ou depressão.

 

PODE LHE INTERESSAR